Copa do Mundo na Croácia marca a volta de Jade à seleção de ginástica

Já com a cabeça no Mundial de Glasgow (Escócia), em outubro, a ginástica artística do Brasil enviou seis representantes para participar da etapa de Osijek da Copa do Mundo. A competição, que começa na quinta-feira e vai até domingo na Croácia, vai marcar a volta de Jade Barbosa aos torneios internacionais.

Estadão Conteúdo

15 de setembro de 2015 | 19h28

Desde que operou o joelho no fim do ano passado, a ginasta só participou do Campeonato Sul-Americano, na Colômbia, em junho. Na ocasião, competiu apenas nos aparelhos que não exigem tanto do local lesionado: barras assimétricas e trave. Depois, foi reserva nos Jogos Pan-Americanos.

Agora, Jade terá a oportunidade de mostrar seu potencial competindo nos quatro aparelhos da ginástica. "A competição será importante para nós. No caso da Jade, a participação nos dará uma ideia ainda melhor de como ela está", explica a coordenadora Georgette Vidor.

Além dela, o Brasil será representado na competição feminina também por Thauany Araújo, de 16 anos, que fará sua estreia internacional. Quarta colocada no Troféu Brasil, há 45 dias, ela ganhou uma chance de competir mesmo sem fazer parte oficialmente da seleção.

Entre os homens, o Brasil vai com força máxima: Arthur Zanetti (argolas e solo), Arthur Nory Mariano (solo, cavalo com alças, salto e barra fixa), Lucas Bitencourt (cavalo com alças, paralelas e barra fixa) e Caio Souza (argolas, salto e paralelas).

"O nível da competição estará muito alto, já que é a última competição da Federação Internacional de Ginástica (FIG) antes do Mundial. Vamos levar os nossos principais atletas, competindo em seus melhores aparelhos. O nosso principal objetivo na Croácia não será conquistar medalhas, mas fazer boas provas como preparação ao Mundial", diz o coordenador de Leonardo Finco.

O restante da seleção segue treinando no Rio. O grupo está desfalcado de seu ginasta mais completo, Sérgio Sasaki, que operou o joelho direito em janeiro e recentemente precisou passar por novo procedimento cirúrgico, desta vez no ombro direito, o que o impede de realizar treinos tantos para os membros inferiores quanto os superiores. Ele ainda é dúvida para o Mundial

Com Zanetti, Nory, Lucas e Caio praticamente garantidos no Mundial, o Brasil tem duas vagas em aberto na equipe, que são disputadas por Diego Hypolito, Francisco Barretto Júnior, Péricles Silva e Petrix Barbosa, além de Sasaki.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.