Corinthians anuncia a chegada do ''novo Kaká''

Embora pressionado após o fracasso no Campeonato Paulista e a derrota para o Goiás pela Copa do Brasil, a diretoria do Corinthians não vai fazer contratações de impacto. Levará para o Parque São Jorge atletas modestos. Nada de contratar jogador vivido, experiente, consagrado. O dinheiro só deu para investir em atletas baratos. Wellington Saci, do Itumbiara, Elias, da Ponte Preta, e Eduardo Ramos, do Anápolis, são os próximos a chegar ao clube. Eduardo Ramos, aliás, é comparado a Kaká por Mauro, ex-atleta e observador do Corinthians."Nós não temos dinheiro para grandes contratações. Temos R$ 100 milhões de dívidas. Vamos buscar os jogadores que forem possíveis. Estamos fazendo a arte de misturar o cofre vazio com as vindas de atletas de grande potencial. Contratar é um sacrifício", afirma o vice-presidente Mario Gobbi, que já assumiu aos conselheiros "não entender nada de futebol".Ele comemorava ontem o acerto com o meia Eduardo Ramos. O jogador, de 22 anos, do Anápolis, foi a revelação do Campeonato Goiano. "Vou falar só uma coisa sobre o Eduardo Ramos. Ele é igual ao Kaká. Ele dá umas arrancadas com a bola dominada que destrói os adversários. Vai fazer muito sucesso no Corinthians. Nós o estávamos observando fazia tempo", disse, entusiasmado, o ex-jogador Mauro, observador do clube que viaja todo o País em busca de ?pechinchas? para a endividada diretoria corintiana.A equipe volta a campo apenas na semana que vem - quarta-feira, dia 30, no Morumbi -, quando enfrentará o Goiás, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil. O técnico Mano Menezes terá, portanto, bastante tempo para tentar acertar o time. O Corinthians precisa vencer por 2 a 0 ou por três gols de diferença para evitar eliminação e avançar às quartas-de-final da competição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.