Corinthians diz que obra começa na 2ª

Em nota conjunta com a Odebrecht, clube reage à Fifa e divulga acordo que, por enquanto, prevê só obras de terraplenagem

Wagner Vilaron, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2011 | 00h00

Corinthians e Odebrecht responderam prontamente às ameaças da Fifa. No final da tarde, o clube publicou em seu site oficial nota na qual confirma que as obras do Itaquerão começam na segunda-feira. O contrato assinado, porém, prevê apenas a execução da primeira fase do projeto, referente à terraplenagem, que deve ser concluída em três meses.

Ainda de acordo com a nota, "durante este período, não haverá contratação de pessoal diretamente no canteiro de obras. Assim que vagas forem disponibilizadas, Corinthians e Odebrecht comunicarão como o processo seletivo ocorrerá".

As próximas 48 horas serão utilizadas para transportar o maquinário necessário para o deslocamento de grandes quantidades de terra.

A expectativa da parceria é de que o estádio seja construído em 30 meses. "Por isso imaginamos que tudo esteja pronto em novembro, dezembro de 2013", afirmou o diretor de marketing alvinegro, Luis Paulo Rosenberg.

Confiança. O próximo desafio do clube e da construtora é reconquistar a confiança da Fifa. Os constantes conflitos de interesse entre as partes, motivados, na maioria das vezes, por discordâncias sobre o orçamento, provocaram incertezas quanto ao desenvolvimento do trabalho. De acordo com a diretoria corintiana, a construção não ultrapassará o teto de R$ 700 milhões.

Para atenuar a crise, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, solicitou ao amigo e ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, que interviesse no caso. Na semana passada, os dois tiveram reunião com representantes da Odebrecht, em Comandatuba, na Bahia, quando acertam o início da obra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.