Corinthians fica perto do título

Time faz 2 a 0 sobre o Internacional, no Pacaembu, e agora pode até perder por um gol de diferença dia 1.º no Sul

Fábio Hecico, O Estadao de S.Paulo

18 de junho de 2009 | 00h00

Pelo segundo ano seguido o Corinthians leva vantagem de dois gols para o jogo final da Copa do Brasil. Desta vez, sem sofrer em seus domínios. Com os 2 a 0 sobre o Internacional, ontem, no Pacaembu, pode até perder por um gol que levanta sua 3ª taça do torneio e carimba vaga na Taça Libertadores no ano do centenário do clube. Jorge Henrique e Ronaldo fizeram os gols. Assim que o time pisou no gramado, houve bela e ensurdecedora queima de fogos. A torcida abriu seis bandeirões, soltou fumaça com as cores do time e bombas de efeito pirotécnico e ainda reverenciou o "Todo Poderoso Timão." Festa de arrepiar. Depois, em faixas, pediu: "Corinthians jogai por nóis (sic)", "Vai para cima Timão" e "Lute até vencer."O time se contagiou com tamanha demonstração de carinho e amor. Partiu com tudo em busca do primeiro gol. Logo no primeiro minuto Chicão cabeceou e o zagueiro tirou em cima da linha. Em casa, o Corinthians sabia que só a vitória, e por boa vantagem, interessava.Alessandro, Cristian e Jorge Henrique soltaram o "uh" da torcida. O Inter parecia assustado. Ronaldo levantou a galera com chapéu em Álvaro. Veio, então, o primeiro susto, com Marcelo Cordeiro. Felipe e William salvaram para, na sequência, Jorge Henrique acionar Marcelo Oliveira e correr para a área. Recebeu e, com toque sutil, fez o estádio explodir: 1 a 0 aos 26 minutos.O segundo gol veio na etapa final. Aos 8, Ronaldo arrancou, cortou o zagueiro e mandou para as redes.Vantagem garantida, foi a vez de Felipe comprovar a grande fase e o motivo de ser o segundo nome mais festejado pelos torcedores - só perde para Ronaldo. O camisa 1 fez três difíceis defesas para garantir a boa vantagem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.