Ernesto Rodrigues/AE-15/2/2011
Ernesto Rodrigues/AE-15/2/2011

Corinthians inicia fase pós-Ronaldo

Equipe entra em campo pela 1ª vez depois da aposentadoria do atacante, em busca de nova identidade e com a expectativa de pouco público no Pacaembu

Fábio Hecico, O Estado de S.Paulo

17 de fevereiro de 2011 | 00h00

O Corinthians inicia nova fase a partir das 21h50 (com transmissão do estadão.com.br e da rádio Eldorado/ESPN), diante do Mogi Mirim, no Pacaembu. A badalação costumeira por causa da presença de Ronaldo dá lugar à desconfiança após a aposentadoria do craque. Sem sua grande estrela, o reflexo será visto nas arquibancadas, provavelmente vazias. A dúvida do torcedor é se a equipe conseguirá ser forte sem um jogador do quilate do ex-camisa 9. Brigando para chegar entre os oito melhores que avançam no Campeonato Paulista, o time entra pressionado e ciente de que necessita de superação.

Tite tentou fazer o que Ronaldo vinha realizando nas últimas partidas, principalmente nas derrotas, e virou escudo do elenco. Chamou para si a responsabilidade no momento de transição, e pediu calma. "A responsabilidade é inerente aos atletas, e a do técnico vai continuar a mesma. Tínhamos jogadores importantes, credenciados, que canalizavam mais as coisas. Agora a responsabilidade será diluída entre todos", enfatizou, revelando ter pedido apenas mais atenção e uma boa apresentação para espantar novo princípio de desconfiança dos torcedores.

Repetir a escalação, então, virou trunfo. Será a terceira vez que os mesmos atletas entrarão em campo. Antes, já haviam goleado o Ituano por 4 a 0 e empatado sem gols com o Paulista.

Mais experientes do atual grupo, o zagueiro Chicão e o lateral-direito Alessandro querem colaborar com o treinador, ser sua voz dentro de campo. "Responsabilidade todos têm de ter, uns mais outros menos, mas vamos ser cobrados e vamos cobrar os outros, fazer o que o Tite pede e dividir para não cair em só um", enfatizou Chicão, o novo capitão, sem esconder a liderança. "Pode ter certeza de que vou cobrar bastante, até ser chato, mas não só eu tenho de conversar, o Alessandro, o Jorge (Henrique)... Fizemos um acordo de um cobrar o outro", comentou.

Alessandro gostou da iniciativa e promete contribuir. O time não admite ser apontado como frágil com a saída de Roberto Carlos e Ronaldo. "Nosso primeiro objetivo é chegar entre os oito, depois ir passando de fase, sempre pensando no título. Equipe grande sempre tem de estar almejando conquistas e no ano passado não ganhamos, temos de buscar agora", filosofou. "Mudamos bastante, em todos os setores, porém temos de seguir na raça, sem medir esforços, pois daremos a volta por cima."

Ganhar do Mogi Mirim significa subir para o grupo de cima do Estadual e chegar motivado para o clássico com o Santos.

CORINTHIANS - Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Marcelo Oliveira; Ralf, Jucilei, Danilo e Ramirez; Jorge Henrique e Liedson. Técnico: Tite.

MOGI MIRIM - João Paulo; Niel, Audálio, Leomar e Cleidson; Éverton Dias, Baraka, João Paulo Gomes e Geovanne; Roberto Jacaré e Denílson. Técnico: Guto Ferreira.

Árbitro - Leandro Bizzio Marinho; Horário - 21h50; TV - Pay-per-view; Rádio - Eldorado/ESPN (AM 700/ FM 107,3); Local - Estádio do Pacaembu (em São Paulo)

Veja também:

linkRonaldo vai integrar comitê paulista para a Copa 2014

linkCorinthians anuncia homenagem a Ronaldo em clássico

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansCampeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.