Corinthians luta pelo hepta

Time é o maior vencedor da competição e tenta aumentar marca hoje contra o Atlético-PR

Valéria Zukeran, O Estadao de S.Paulo

25 de janeiro de 2009 | 00h00

O Corinthians pode comemorar hoje o seu primeiro título da temporada: o da Copa São Paulo de Futebol Júnior . Mas a equipe terá no Atlético-PR um rival difícil rumo ao heptacampeonato da competição. O confronto será às 11 horas, no Pacaembu.Tradição é a marca registrada do Corinthians na Copa São Paulo. Foram seis títulos em 14 finais, o melhor retrospecto de uma equipe na história do torneio. O Atlético-PR, por outro lado, participa da decisão pela primeira vez. Adaílton Ladeira sabe que o time entrará em campo pressionado e, por isso, mostra cautela ao falar do adversário. "Vai ser matar ou morrer", diz o treinador.A classificação para a final após uma dramática disputa de pênaltis contra o Avaí foi um presente para todo o grupo. "Já são 40 dias longe da família, trabalhando", conta Ladeira. "Os meninos foram muito questionados e acho que essa classificação foi uma volta por cima." O treinador também aproveitou para explicar as declarações de que ninguém no grupo tem condições de atuar no time principal. "Temos bons jogadores, mas ainda são inexperientes para atuar no grupo profissional. Além disso, com as contratações que a equipe principal fez, seria muito difícil algum desses garotos jogar, então é melhor continuarem por aqui."O Atlético-PR chega à final com credenciais repeitáveis. O time do técnico Marquinhos aplicou goleada por 10 a 0 sobre o Jacareí e nos mata-matas eliminou adversários respeitáveis como o Grêmio e o Cruzeiro. Na semifinal o time derrotou o São Paulo por 2 a 1.SEGURANÇA E INGRESSOSA Polícia Militar já definiu o esquema de segurança para a decisão. Segundo o comandante do 2º Batalhão de Choque da Polícia Militar, coronel Hervando Velozo, o efetivo contará com 80 policiais e 12 conjuntos da equipe da cavalaria, metade do efetivo que estaria de prontidão caso a final fosse um clássico entre Corinthians e São Paulo. Na sexta, antes das semifinais, houve uma reunião que contou com os integrantes da Gaviões da Fiel, que prometeram se comportar nas arquibancadas.Velozo admitiu ainda que pediu à Federação Paulista de Futebol (FPF) que não fossem vendidos ingressos hoje, mas a entidade informou que nesta manhã os guichês estarão abertos no Estádio do Pacaembu das 8 às 11 horas. O preço (único) da entrada é de R$ 10,00.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.