Corinthians não está 'feliz' no Nacional

Desde a conquista da Libertadores os jogadores do Corinthians e o técnico Tite sempre têm ressaltado a necessidade de melhorar o desempenho no Brasileiro. Mas podemos dizer que eles reclamam injustamente. De todos os times do País que ganharam a competição continental na era dos pontos corridos o Corinthians é o que mais evoluiu o rendimento no campeonato nacional depois da conquista do título sul-americano.

CIRO CAMPOS, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2012 | 03h08

Antes de bater o Boca Juniors o Corinthians tinha somente quatro pontos em seis jogos do Brasileiro - retrospecto de apenas 22% de aproveitamento. Depois do título houve uma injeção de ânimo na equipe e esse número subiu para 54%. A variação é maior até mesmo que a do Inter, dono da melhor campanha de um campeão da Libertadores, ao ser vice do Brasileiro em 2006.

"A gente não está feliz com o andamento do time depois da Libertadores. O Corinthians sempre briga por títulos, mas agora estamos longe dessa briga", afirmou o goleiro Cássio.

O descontentamento corintiano ficou ainda mais evidente nesta semana, quando o técnico Tite disse que o elenco relaxou após o título da Libertadores. Desde então tem sido mais difícil manter os jogadores concentrados e focados para as partidas do Brasileiro. "O Tite sempre cobra muito da gente. Se acharmos que está tudo bem, podemos largar e deixar escapar as vitórias. Só que não se pode ficar acomodado no Corinthians", comentou o goleiro.

Mesmo o virtual descontentamento é efeito direto dos planos da comissão técnica. A ideia é utilizar o Campeonato Brasileiro como um laboratório para a disputa do Mundial de Clubes, em dezembro. Até lá o time titular deve passar por um rodízio de jogadores, além de testes com alguns atletas.

Emerson. O principal atacante do elenco esteve ausente do treino de ontem, mas não é dúvida para o jogo contra o Botafogo, amanhã, no Engenhão. Segundo o Corinthians, Emerson ficou na academia para fazer trabalhos de reforço muscular. O lateral Fábio Santos também realizou a mesma atividade.

No campo o restante do elenco realizou um rachão. Ralf, Paulinho e Martinez foram poupados porque atuaram no Superclássico das Américas na quarta-feira e também não preocupam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.