Corinthians reina entre os juniores

Equipe vence o Atlético-PR por 2 a 1, conquista o heptacampeonato e faz a festa de 34 mil pessoas no Pacaembu

Valéria Zukeran, O Estadao de S.Paulo

26 de janeiro de 2009 | 00h00

A equipe de juniores fez a sua parte no objetivo de transformar 2009 em um ano fenomenal para o Corinthians ao conquistar na manhã de ontem o sétimo título da história do clube na Copa São Paulo de Juniores. Na final, o time derrotou o Atlético-PR por 2 a 1, para a alegria de quase 34 mil torcedores que encheram as arquibancadas do Pacaembu. Veja mais imagens da conquista do Corinthians no PacaembuO resultado foi uma recompensa para o grupo, que comemorou os vários obstáculos superados rumo ao título, em especial as críticas após o empate contra o Paraibano (1 a 1) na estreia. "A imprensa nos questionou muito", lembrou o meia Marcelinho. O técnico Adaílton Ladeira revelou ter enfrentado um movimento interno contra a sua permanência e atribuiu sua continuidade no cargo, e o tricampeonato na Copinha, ao apoio recebido do presidente Andrés Sanchez. Ladeira também falou do futuro do grupo campeão. É contra o empréstimo de jogadores para outros clubes enquanto não surge vaga na equipe principal. "Muitas vezes o jogador sai para adquirir experiência e acaba é adquirindo vícios. Prefiro trabalhá-los aqui para que cheguem bem ao profissional." A promoção, segundo o treinador, deve ser feita de maneira cuidadosa, para que não sejam repetidos os erros cometidos com alguns atletas, como Lulinha. "Ele subiu para o time principal em um momento de desespero e acabou prejudicado. É um craque." Ladeira também disse que não quer ver os atletas subaproveitados na equipe profissional. " Para ficar treinando em separado, dando voltas no campo, melhor mantê-los nos juniores, onde disputamos o Paulista e amistosos no exterior."JOGO EQUILIBRADOO primeiro tempo da final foi equilibrado e sem gols. O segundo prometia seguir o mesmo rumo até que Bruno Costa acertou o rosto de Fernando Henrique e acabou expulso aos 11 minutos. Com um jogador a mais, o Corinthians tratou de pressionar o adversário até que, aos 32, Fernando Henrique aproveitou bola rolada por Douglas e abriu o placar. Aos 38, Jadson recebeu a bola tocada de calcanhar por Fernando Henrique e ampliou. O Atlético Paranaense aproveitou a bobeada corintiana no reinício da partida para descontar com Patrick aos 39, mas não conseguiu o empate, mesmo com Boquita e Guilherme expulsos por falta nos minutos finais do jogo.Os corintianos comemoraram o título se confraternizando com a torcida, da qual se distanciaram apenas para a entrega da taça. Eufóricos, vários jogadores atiraram peças de roupas em direção às arquibancadas. Alguns retornaram ao vestiário trajando apenas camiseta e cueca. "Disse que se conseguisse ser campeão ia voltar do campo pelado", brincou o atacante Fernando Henrique. Na sequência, explicou: "A verdade é que achamos que, pelo apoio que eles (torcedores) nos dão, eles merecem uma recordação, como um meião, um short ou uma chuteira."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.