Corinthians terá Herrera e Acosta

Dupla de estrangeiros vai atacar o Bahia, sábado, no Pacaembu

Fábio Hecico, O Estadao de S.Paulo

16 de julho de 2008 | 00h00

O uruguaio Acosta desembarcou no Parque São Jorge como o presente de Natal da diretoria aos torcedores. O argentino Herrera chegou ao clube com a fama de homem de confiança de Mano Menezes. Sábado, com sete meses de atraso, a dupla gringa, enfim, começará um jogo lado a lado - o rival será o Bahia, no Pacaembu, pela Série B. Ontem, pela primeira vez, ambos trabalharam na mesma equipe. Nos treinos, os dois conversaram, às vezes ao pé do ouvido, e parecem ter agradado ao chefe. E só atuarão juntos por causa da suspensão de Dentinho, o parceiro de Herrera em 27 dos 41 jogos da temporada."Até acho que há espaço para mim, mas como vou cobrar vaga com Dentinho e Herrera jogando tão bem?", diz, humilde, Acosta. Não sem razão. A dupla fez 27 gols. Será a chance de o uruguaio deixar o treinador em dúvida. Mano Menezes já havia dito, após os 5 a 0 sobre o Marília, que dificilmente teria como tirá-lo do time. Só o fez porque foi expulso. Será a nona formação ofensiva diferente. A sexta com o uruguaio. Acosta já fez dupla com Finazzi, Dentinho e Lima, além de formar dois trios. No começo, sofreu, não conseguia marcar gols e acabou na reserva. Entrando durante os jogos, recuperou a confiança, balançou as redes adversárias (9 gols) e agora já deu mostras para Mano de que está pronto para ser titular. Resta saber na vaga de quem. Existe, até, a possibilidade de o técnico reeditar os trios ofensivos. Dentinho seria recuado para a armação e também atuaria como ponta, ao lado de Herrera, com Acosta como centroavante. No início da temporada até deu certo. "Sempre soube que o Acosta recuperaria seu status de grande jogador, ele é um goleador", apostou Mano. O volante Fabinho, recuperado da conjuntivite, pode jogar sábado. Nos jogos de ontem, o Avaí venceu o Gama em Florianópolis por 2 a 0 enquanto o ABC goleou o São Caetano fora de casa por 4 a 0. Fechando a rodada, o Barueri jogou na sua arena e venceu o Ceará por 4 a 3.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.