Corinthians vai mudar o escudo

Proposta da diretoria, que luta para ficar no poder até 2012, troca as estrelas por uma coroa e inclui a palavra Fiel

Cosme Rímoli, O Estadao de S.Paulo

25 de janeiro de 2008 | 00h00

O grupo que levou Andrés Sanchez à presidência do Corinthians não quer largar o poder até 2012. Pretende atropelar os adversários na reeleição em fevereiro de 2009. O Estado teve acesso ao plano de modernização do clube, que inclui uma mudança histórica: a do tradicional escudo do clube. "De que adianta ficar com as estrelas representando os títulos que conquistamos? O nosso maior bem é a Fiel, a nossa torcida. Vamos colocar uma coroa e o nome ?Fiel? junto de nosso escudo. O Corinthians é dos torcedores e joga por eles. Será uma homenagem mais do que justa", diz o vice-presidente de marketing, Luiz Paulo Rosenberg. As cinco estrelas na camisa, que representam os títulos brasileiros e um mundial, dariam lugar à coroa e à palavra ?Fiel?. Para que a mudança seja efetivada, basta Andrés levar a proposta ao Conselho Deliberativo. E ele a levará, com boas chances de aprovação. Na Inglaterra, por exemplo, o Liverpol pôs no seu escudo uma frase em homenagem a seus torcedores - ?You?ll never walk alone? (você nunca vai andar sozinho).O marketing rendeu ao Corinthians em 2007 cerca de R$ 1,5 milhão. Rosenberg quer chegar a RS 10 milhões no final de 2008. Para isso, ele já conta com parceiros de ponta no mercado como a Ambev, o banco Panamericano, a Abril e a Nestlé. "Vamos atrás do sonho dos corintianos. Vamos lançar um título de capitalização. Com direito a sorteio semanal. Vamos lançar 40 revistas contando a história de nossas principais conquistas. E também já está bem adiantado um energético com a marca Corinthians", antecipa Rosenberg. "Estamos finalizando também o projeto Fiel Torcedor. Vamos resolver essa história da dificuldade que a torcida tem para comprar ingresso. Vamos criar um cartão inteligente que os torcedores podem recarregar nos guichês do bilhete único ou pelo computador. Pagando a mensalidade, ele terá desconto de 20% nos ingressos."No celular, o torcedor também terá notícias exclusivas do Corinthians. Pagando R$ 5,00, receberá três torpedos com novidades sobre a equipe. O cartão de crédito Corinthians, que já existe com o Bradesco, passará a dar prêmios. E a aproximação do Corinthians com o Flamengo é definitiva. "As duas diretorias se acertaram. O Corinthians é a maior torcida de São Paulo para baixo do Brasil. O Flamengo do Rio de Janeiro para cima. Temos mais da metade da torcida do País. A Timão Tevê, que entrará para valer em 15 de fevereiro, é um projeto que o Flamengo já estava tocando. Pensamos em vários projetos conjuntos", diz o publicitário.ESTÁDIOO plano mais ousado é para que, em 1º de setembro de 2010, o Corinthians jogue em um estádio que poderá chamar de seu. Para isso, Rosenberg se aproximou de pessoas influentes da BMF e da Bovespa. "Queremos, sim, construir o nosso estádio. Chegamos à conclusão de que, em dois anos é muito possível terminá-lo. Existem três possibilidades: construir em Itaquera ou em uma linda área da Marginal Tietê que fica bem em frente ao Corinthians. Ou então reconstruir o Pacaembu. Uma delas será colocada em prática até setembro deste ano."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.