Epitácio Pessoa/AE
Epitácio Pessoa/AE

Corintianos festejam a volta da confiança

Tite admite que futebol apresentado não foi belo, mas ressalta que, no momento, o importante foi reencontrar a vitória

Bruno Deiro, O Estado de S.Paulo

25 de outubro de 2010 | 00h00

O desafio de assumir o Corinthians em crise e encarar um clássico com o Palmeiras logo de cara fez Tite adotar uma estratégia cautelosa, ontem, no Pacaembu. Apostando na marcação, o técnico admite que o time sofreu pressão, mas valorizou o resultado para voltar a sonhar com o título do Campeonato Brasileiro. Com a confiança retomada, ele diz que a equipe vai tentar recuperar as boas atuações do início da competição.

Veja também:

BRASILEIRÃO - lista Resultados | tabela Classificação

linkIarley acredita que Corinthians vai embalar após triunfo

linkNa estreia do técnico Tite, Corinthians vence o rival Palmeiras no Pacaembu

linkRonaldo contente com 'volta da esperança' no Corinthians

"Sabemos o quanto é difícil ficar sem vencer. Isto traz uma responsabilidade muito grande, tínhamos que trazer confiança para voltar a jogar bem", disse Tite. "Nosso time fez 30 minutos muito bons, depois teve um ponto de equilíbrio maior durante o jogo. A gente sabe que pode jogar mais do que isso."

O estreante do dia elogiou a postura tática da equipe, especialmente na marcação. Lembrou que até Ronaldo, ainda com dificuldades para ganhar ritmo, acompanhou os jogadores rivais até o campo de defesa. "Em um lance ele roubou a bola na intermediaria, como fez em 2002 (na Copa do Mundo), no primeiro gol (da final) contra a Alemanha. Este espírito é muito importante para o grupo."

No páreo. A atuação sem brilho ficou em segundo plano para os corintianos, que deixaram o campo satisfeitos com o fim do jejum de vitórias. "A gente sabia que um dia voltaria a vencer, para readquirirmos a confiança", disse Jucilei, que minimizou a pressão sofrida, especialmente na etapa final. "Tomamos sufoco, o que é normal. Mas deu tudo certo, bloqueamos o meio-campo e mandamos no jogo em alguns momentos." Para o volante, a vitória no clássico de ontem deu um novo ânimo para a equipe reagir na briga pelo título brasileiro. "Estamos no páreo de novo e na briga pelo título."

BRIGA ACIRRADA

1 ponto separa o Corinthians do Fluminense, que voltou à liderança do Campeonato Brasileiro: 54 a 53

53 gols já marcou a equipe comandada por Tite, que estreou ontem no cargo, na competição. O artilheiro alvinegro é o meia-atacante Bruno César, que ontem chegou ao 12º.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.