Corintianos vaiam Pelé no Pacaembu e pedem para Dunga convocar Ronaldo

Ver o técnico da seleção brasileira Dunga sendo cobrado virou algo comum. Mas presenciar Pelé recebendo vaias e ofensas é coisa rara. Ontem, as duas coisas foram observadas em evento de gala no Museu dos Esportes, no Pacaembu.A dupla, ao lado do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, participou de evento solene pela passagem das Taças Jules Rimet e Fifa na capital.Dunga e Pelé sorriram, tiraram fotos e ergueram os troféus. No discurso rápido, o Rei fez uma cobrança ao treinador: a conquista da Copa em 2010, na África do Sul. Depois, deixaram o local rapidamente para evitar novas cobranças de enfurecidos corintianos, que, do lado de fora, transformaram o local em praça de guerra.Dunga ouviu um coro que começava com um palavrão e terminava com "Ronaldo é seleção." Frase essa endossada pelo presidente da CBF, Ricardo Teixeira, encantado com os gols do Fenômeno. Sem o palavrão. "Claro que quero o Ronaldo na seleção, desde que ele esteja em perfeitas condições físicas. Se recuperar a forma do Mundial de 2002, aí seremos eu e o presidente Lula a defender a volta do ?fofão?."Pelé foi ofendido com corinhos impublicáveis de torcedores que não respeitaram sua história.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.