Coritiba é bi uma rodada antes e iguala recorde de vitórias

Ao bater rival Atlético-PR por 3 a 0, equipe antecipa conquista estadual e chega a 21 triunfos seguidos, como o Palmeiras de 1996

Júlio César Lima, O Estado de S.Paulo

25 de abril de 2011 | 00h00

ESPECIAL PARA O ESTADO / CURITIBA

Com uma campanha invicta, após 21 rodadas, o Coritiba conquistou ontem, com uma rodada de antecipação, o 35.º título estadual ao vencer o Atlético-PR por 3 a 0, na Arena da Baixada, em Curitiba. Além do bicampeonato, o Coritiba igualou o recorde de 21 vitórias consecutivas do Palmeiras, em 1996. O atacante Bill abriu o placar aos 32 minutos e ampliou aos 45 da primeira etapa.

Leonardo, aos 42 minutos do segundo tempo, fechou a goleada. Com a vitória, o Coritiba chegou a 30 pontos e abriu 8 em relação ao Atlético e não pode mais ser alcançado na última rodada.

O clássico começou tenso. Aos 8 minutos, o zagueiro Manoel exagerou na violência, acertou cotovelada em Bill e foi expulso. Com dez jogadores, o Atlético-PR passou a depender das bolas paradas, e levou perigo em cobranças de falta de Paulo Baier.

Aos poucos, porém, o Coritiba passou a controlar o jogo e, aos 32 minutos, o atacante Bill aproveitou rebote do goleiro Renan Rocha, e tocou de cabeça para as redes. Sentindo a falta de seu zagueiro, o Atlético falhou na marcação de Bill, que, aos 45, chutou de longe para ampliar.

Na segunda etapa, o Coritiba manteve estratégia e, aos 42, Leonardo recebeu lançamento longo e tocou por cima do goleiro Renan, fechando o placar.

Durante o jogo foram registradas duas explosões de bombas caseiras na torcida do Coritiba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.