Coritiba goleia Vila Nova e se mantém tranquilo na ponta

O Coritiba caminha a passos largos para conquistar o acesso à Série A. O time goleou o Vila Nova, por 5 a 1, nesta terça-feira à noite, no Couto Pereira, repetindo o resultado da última partida em casa, quando bateu o América-RN.

AE, Agência Estado

19 de outubro de 2010 | 23h23

Com o resultado, o Coritiba chegou aos 59 pontos e manteve a vantagem de quatro pontos à frente do segundo colocado, o Figueirense. Por sua vez, o Vila Nova segue perto da zona de rebaixamento, com 35 pontos, em 16.º lugar.

O jogo começou a mil por hora e logo aos sete minutos o Coritiba abriu o placar. Após cruzamento na área, a zaga do Vila Nova não conseguiu afastar e a bola sobrou para o meia Léo Gago bater para o gol. No caminho, ela desviou em Cris e tirou o goleiro Max da jogada.

A pressão do Coritiba era grande. Aos 11 minutos, Enrico chutou de fora da área e a bola explodiu na trave.

Nos contra-ataques, o Vila chegava com perigo e conseguiu o empate aos 24 minutos. Após cruzamento na área, Cleiton fez falta em Assumpção dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Bruno Lopes bateu com categoria e igualou.

Com o apoio do seu torcedor, o Coritiba foi para cima e fez mais um gol aos 33 minutos. Marcos Aurélio tocou na área para Triguinho. De bico, o lateral bateu no alto, sem chances para o goleiro Max.

O time da casa manteve o pique e voltou arrasador no segundo tempo. Logo no primeiro minuto, Lucas Mendes foi à linha de fundo e cruzou para Fabinho Capixaba tocar para o gol aberto: 3 a 1. Dois minutos depois, o próprio Fabinho invadiu a área e foi derrubado por Thyago Fernandes: pênalti que Tcheco bateu mal, com o goleiro Max dando o rebote no pé do meia. Disperso, o meia demorou para chegar na bola, que foi afastada pela zaga.

Ainda assim, o Coritiba seguiu melhor e teve a ajuda do zagueiro Cris para ficar ainda mais tranquilo. Aos 18, ele cometeu falta violenta e acabou expulso. Na sequência do lance, Marcos Aurélio cruzou na cabeça de Pereira, que testou para o fundo das redes para anotar o quarto gol.

O quinto veio Sem nenhum esforço, aos 29. O atacante Leonardo fez boa jogada individual, invadiu a área e tocou na saída do goleiro Max.

No sábado, o Coritiba faz o clássico contra o Paraná, às 16 horas, no Couto Pereira, enquanto, o Vila Nova enfrenta no mesmo dia, mas às 21 horas, o Brasiliense, em Goiânia.

FICHA TÉCNICA:

Coritiba 5 x 1 Vila Nova

Coritiba - Edson Bastos; Cleiton (Lucas Mendes), Pereira e Jeci; Fabinho Capixaba, Tcheco, Léo Gago, Enrico e Triguinho; Marcos Aurélio e Leonardo (Dudu). Técnico - Ney Franco.

Vila Nova - Max; Ivan, Cris, Éder Lima e Thyago Fernandes; Éberson, Juninho, David (Júnior) e Allan (Gomes); Bruno Lopes e Assumpção (Max Pardalzinho). Técnico - Ademir Fonseca.

Gols - Léo Gago, aos 7, Bruno Lopes, aos 24, e Triguinho, aos 33 minutos do primeiro tempo; Fabinho Capixaba, a 1, Pereira, aos 19, e Leonardo, aos 29 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

Cartões amarelos - Assumpção e Cleiton.

Cartão vermelho - Cris.

Público - 10.687 pagantes.

Renda - não disponível.

Local - Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Tudo o que sabemos sobre:
Série BCoritibaVila Nova

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.