Correção: Médico da seleção diz que Paulinho é dúvida

A nota enviada anteriormente continha uma informação errada. Apenas Paulinho é dúvida. David Luiz deve jogar. Segue a versão corrigida.

AE, Agência Estado

20 de junho de 2013 | 14h13

O médico José Luiz Runco confirmou nesta quinta-feira que o volante Paulinho é dúvida da seleção brasileira para o duelo com a Itália, no próximo sábado, em Salvador, que definirá o primeiro colocado do Grupo A da Copa das Confederações. O jogador deixou o triunfo por 2 a 0 sobre o México, na quarta-feira, em Fortaleza, com lesão no tornozelo esquerdo e passará por novas avaliações.

O volante sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo durante a partida da última quarta-feira. Runco explicou que aguardará a evolução do jogador para definir se ele poderá enfrentar a Itália. "Não é preciso fazer exame de imagem. Vai ser acompanhado e vamos determinar se pode ou não participar do próximo sábado", disse o médico.

O médico da seleção brasileira reconheceu que Paulinho poderá ser poupado em Salvador, mesmo que a sua lesão não seja grave. "A entorse dele foi leve. Ainda tem dor. Com tratamento, essa dor pode sumir e ele tenha condições de jogo", revelou Runco.

Já o zagueiro David Luiz sofreu uma fratura no nariz, como já havia sido confirmado pelo próprio jogador, em função de choque casual sofrido com Thiago Silva durante o duelo no Castelão. Runco contou nesta quinta-feira que aguarda a realização de um exame detalhado, a ser feito durante a tarde em Salvador, para definir o tipo de tratamento, mas disse que o jogador está liberado para enfrentar a Itália.

"David Luiz acordou bem. Conforme a programação inicial, fará exame em Salvador com um otorrinolaringologista. Mas isso não muda nada em relação à partida. E só para saber o que será feito no futuro", explicou Runco. "Quero tirar a imagem para ver se houve fratura óssea ou só na cartilagem", completou o médico da seleção brasileira.

De acordo com Runco, David Luiz não precisará usar uma máscara para proteger o nariz. "Não haverá necessidade de nenhum uso de proteção, porque não compromete vias aéreas e o aspecto estético", disse, lembrando que o zagueiro não precisou ser substituído contra o México, apesar do choque com Thiago Silva no primeiro tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.