Correção: Shelly-Ann Fraser leva ouro nos 100 metros

A nota enviada anteriormente continha um erro. O tempo de Shelly-Ann Fraser ficou a três centésimos do recorde da competição, e não do recorde mundial. Segue o texto corrigido.

AE, Agencia Estado

17 de agosto de 2009 | 20h25

Depois de o jamaicano Usain Bolt conquistar o ouro nos 100 metros rasos com recorde mundial, foi a vez de Shelly-Ann Fraser levar a bandeira do país caribenho ao lugar mais alto do pódio no Mundial de Atletismo, em Berlim, nesta segunda-feira. Atual campeã olímpica, a velocista da Jamaica foi a mais rápida na final dos 100 metros feminino, com o tempo de 10s73, a três centésimos do recorde da competição - a norte-americana Marion Jones fez 10s70 ainda em 1999.

Completando o domínio jamaicano nas provas mais rápidas do atletismo, Kerron Stewart ficou com a prata, fazendo a distância em 10s75, e chegando a ameaçar o ouro de Fraser nos metros finais. O bronze foi para a norte-americana Carmelita Jeter, com 10s90. Na quarta colocação, ficou Veronica Campbell-Brown, mais uma atleta da Jamaica, que tinha quatro representantes entre as oito finalistas. Ela fez os 100 metros em 10s95.

Ainda nesta segunda-feira, a brasileira Gisele de Oliveira disputou a segunda final do País em Berlim. No prova do salto triplo, porém, ela não passou da última colocação entre as 12 finalistas. Com a marca de 13,19 metros, Gisele ficou distante da cubana Yargeris Savigne, que levou o ouro. Savigne saltou 14,95 metros e conquistou o seu segundo título em Mundiais, depois de já ter vencido em 2007, no Japão.

Na prova masculina do arremesso de martelo, o esloveno Primoz Kozmus, atual campeão olímpico, confirmou o favoritismo e fez a marca de 80,84 metros para ficar com o ouro. Nos 10 mil metros, o etíope Kenenisa Bekele, bicampeão olímpico da prova, também teve mais um bom desempenho para conquistar o seu quarto título seguido em Mundiais. Além disso, com o tempo de 26min46s31, o fundista ainda bateu o recorde da competição.

Já na prova feminina dos 3 mil metros com obstáculos, a experiente espanhola Marta Domínguez, de 33 anos, surpreendeu ao ficar com o seu primeiro ouro em Mundiais. Prata nas edições de Edmonton e Paris, mas nos 5 mil metros, ela correu a distância em 9min07s32 para conquistar a medalha dourada na Alemanha.D

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoMundialShelly-Ann Fraser

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.