Costa do Marfim faz 3 a 0 na despedida

Quem acompanhou o começo da partida entre Costa do Marfim e Coreia do Norte, em Nelspruit, até pôde acreditar que o milagre que os africanos precisavam era possível.

GUILHERME CONTE, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2010 | 00h00

Torcendo para uma vitória do Brasil, os marfinenses entraram em campo precisando tirar um consistente saldo de gols construído por Portugal na acachapante goleada de 7 a 0 sobre a Coreia do Norte. E foi para cima. Aos 13, Yaya Touré aproveitou cruzamento com categoria e abriu o placar. Seis minutos depois, Romaric pegou rebote e ampliou. Seria possível repetir o feito dos portugueses e conseguir a classificação às oitavas?

O empate no outro jogo já eliminava os marfinenses, que não trouxeram para o segundo tempo o mesmo ímpeto da etapa inicial. A Coreia, também já eliminada, equilibrou a marcação e o jogo passou a ser mais brigado, diminuindo as chances de gol.

Aos 35, os coreanos tiveram uma chance de perigo que parou nas mãos de Barry. No contra-golpe, Kalou recebeu bola da esquerda e arrematou um belo chute de primeira, 3 a 0, e a Costa do Marfim reabilitou levemente sua imagem na Copa. Agora, só em 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.