Divulgação/CPB
Divulgação/CPB

CPB confirma que Brasil terá três atletas na Paralimpíada de Pyeongchang

Brasil terá representantes na Coreia do Sul nas modalidades de esqui cross-country e no snowboard

Estadão Conteúdo

19 de fevereiro de 2018 | 17h10

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) confirmou oficialmente nesta segunda-feira que o País será representado por três atletas na Paralimpíada de Pyeongchang, entre os dias 9 e 19 de março, na Coreia do Sul. Serão a paranaense Aline Rocha e o rondoniense Cristian Ribera, ambos no esqui cross-country, e o paulista André Cintra, do snowboard.

+ Tiago Splitter anuncia aposentadoria

+ Aos 50 anos, Burle surfa onda gigante

Essa será apenas a segunda vez que o País contará com competidores na história da competição, na qual estreou há quatro anos nos Jogos de Sochi, em 2014, na Rússia, quando contou com André Cintra e com o esquiador Fernando Aranha, também do cross-country como Aline e Cristian.

Ao se qualificar para competir em Pyeongchang, Aline também fará história como primeira brasileira a disputar uma Paralimpíada de Inverno, que está prestes a viver a sua 12ª edição, 12 dias após o término dos Jogos Olímpicos desta estação na Coreia do Sul, no próximo domingo.

"É a segunda vez seguida que o Brasil enviará uma delegação para os Jogos Paralímpicos de Inverno e, agora, com uma mulher na equipe. É gratificante ver a evolução que estas modalidades têm apresentado. Tenho certeza que os três representarão muito bem o nosso país na Coreia do Sul", disse Mizael Conrado, presidente do CPB, por meio da nota oficial distribuída nesta segunda-feira pela entidade.

Embora conte com apenas um atleta a mais do que em Sochi-2014, a presença do País em um maior número de disputas em Pyeongchang e classificação de Aline Rocha aos Jogos também foram exaltados por Stefano Arnhold, presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN).

"Estamos muito satisfeitos com o trabalho realizado desde nossa primeira participação. Vamos contar com a experiência do André Cintra, teremos a juventude do Cristian Ribera e uma mulher, pela primeira vez, com Aline Rocha. No total, competiremos em dez provas contra quatro de Sochi. O objetivo é bater as marcas conquistadas há quatro anos na Rússia", projetou o dirigente.

Grande novidade do Brasil para os Jogos de Pyeongchang, Aline, de 26 anos, se garantiu no evento em dezembro passado, na etapa canadense da Copa do Mundo de esqui cross-country. Ela completou duas provas, de velocidade e de 5km, abaixo do índice exigido, sendo que a brasileira esteve presente nos Jogos Paralímpicos de Verão, no Rio, em 2016, quando representou o País no atletismo nas disputas dos 1.500m, dos 5.000m e da maratona na classe T54 (para cadeirantes).

Cristian, por sua vez, chegará à Olimpíada com apenas 15 anos de idade. Precoce, ele testou em 2015 um sit ski (esqui adaptado para quem não tem mobilidade nos membros inferiores) como parte integrante de um projeto que a CBDN realizou em parceria com a Agitos Foundation, braço educacional do Comitê Paralímpico Internacional.

A sua vaga nos Jogos foi obtida neste mês no esqui cross-country na etapa da Copa do Mundo de Vuokatti, na Finlândia, onde atingiu 48,19 pontos (a maior pontuação já registrada por um brasileiro no esqui cross-country adaptado), sendo que realizou a sua primeira competição oficial apenas em dezembro do ano passado. Ele assegurou a vaga masculina que estava em jogo para o Brasil nesta modalidade na Coreia do Sul.

O outro membro da delegação do Brasil no evento sul-coreano foi o paulistano André Cintra, de 38 anos, que esteve presente nos Jogos de Sochi-2014 e terminou em 28º lugar a disputa do snowboard cross em solo russo naquela ocasião.

Também nesta segunda-feira, o CPB confirmou que Aline e Cristian realizarão um período de aclimatação em Livigno, na Itália, que acabou de começar e vai até 2 de março. Já André optou por ficar na cidade japonesa de Aomori para o período final de treinos antes dos Jogos, sendo que sua chegada à Ásia ocorrerá no próximo sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.