Crise deve fazer Kawasaki deixar atividades na MotoGP

Depois de respingar no automobilismo, a crise financeira mundial pode chegar ao motociclismo na próxima semana. A vítima da vez é a Kawasaki, que deve anunciar sua saída da MotoGP, após seis temporadas sem muito sucesso em seu retorno à categoria.A montadora japonesa é mais uma que repassa à divisão esportiva os prejuízos acumulados devido à turbulência dos mercados. A primeira foi a Honda, que anunciou sua saída da Fórmula 1. Depois, a Audi restringiu suas atividades em competições de Protótipos. Outras duas fabricantes nipônicas - Suzuki e Subaru - também entraram na lista, anunciando o encerramento de seus projetos no Mundial de Rali. Caso seja confirmada a saída da Kawasaki, o italiano Marco Melandri e o norte-americano John Hopkins terão de procurar uma nova moto para 2009. Embora ainda não tenham sido comunicados oficialmente da posição da montadora, os dois já deram entrevistas afirmando que estão abertos a propostas de outras equipes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.