Crise do Corinthians, derrota do São Paulo e Barrichello na F-1: saiba como foi o fim de semana esportivo

Ainda: Cruzeiro, crise nos gigantes europeus, UFC e Santos

O Estado de S. Paulo

30 de setembro de 2013 | 07h30

SÃO PAULO - O fim de semana esportivo foi de crise, pelo menos para o torcedor paulista. Apenas a Portuguesa conseguiu sair vitoriosa, e foi uma

UFC

Em evento oficial do UFC no Rio de Janeiro, Anderson Silva e Chris Weidman ficaram frente a frente pela primeira vez desde que o norte-americano tomou o cinturão do brasileiro. Silva declarou ser um lutador mais humilde agora, e prometeu trazer o título de volta para o Brasil. Já Weidman disse estar surpreso com a fama conquistada no Brasil após a conquista do título. Além disso, Dana White, presidente do UFC, prometeu 13 eventos da categoria no país no próximo ano. A revanche entre Anderson Silva e Chris Weidman acontece no dia 28 de dezembro, em Las Vegas.

F-1

Rubens Barrichello pode voltar para a Fórmula 1. A manobra serviria para promover o GP do Brasil, que deve ocorrer com o título já definido para o alemão Sebastian Vettel. Especula-se que o brasileiro assumiria uma vaga na Sauber, voltando para a principal categoria do automobilismo mundial depois de quase dois anos. A última corrida de Barrichello foi exatamente no Brasil, em 2011.

TÊNIS

Teliana Pereina continua em boa fase ao conquistar no sábado seu terceiro título seguido em torneios válidos pelo circuito da Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês). A tenista número 1 do Brasil e atual 106.ª colocada do ranking mundial faturou desta vez o Challenger de Sevilha ao vencer na final da competição a argentina Florencia Molinero por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/5) e 6/3.

BASQUETE

Apesar de não poder contar com suas principais jogadoras, a seleção brasileira feminina de basquete conquistou uma vaga para o Mudial do próximo ano. No sábado, as brasileiras tiveram inesperada dificuldade, mas venceram Porto Rico por 66 a 56 e terminaram no terceiro lugar a Copa América de Xalapa (México). As três primeiras equipes da competição disputarão o Mundial da Espanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.