Crise financeira faz Grécia cancelar tradicional Maratona de Atenas

Uma das provas mais tradicionais do calendário esportivo mundial, a Maratona de Atenas não será realizada em 2015. Nesta terça-feira, os organizadores do evento anunciaram que a crise econômica vivida pela Grécia impossibilita a realização da competição profissional, que distribui prêmios e cachês.

Estadão Conteúdo

04 de agosto de 2015 | 11h49

Em nota, a Federação Grega de Atletismo disse que o cancelamento da prova, que seria em 8 de novembro, acontece no âmbito dos "desafios econômicos enfrentado pelo país e pela população". Na segunda-feira, a Bolsa de Atenas fechou com queda de 16,23%, após ficar cinco semanas fechada.

A Maratona de Atenas é a prova "original" porque repete o trajeto de 42,195 quilômetros feito por um mensageiro, em 490 A.C., para reportar aos moradores da cidade a vitória na Batalha de Maratona contra os persas. O trajeto também é o mesmo da primeira edição olímpica, em 1896.

A prova amadora, entretanto, será realizada normalmente, com a previsão de participação de 16 mil atletas. Nesse tipo de maratona, os profissionais cobram cachês altos para participarem.

Tudo o que sabemos sobre:
maratonaMaratona de Atenas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.