Croata Liubicic é campeão nos EUA

Com o título em Indian Wells ele deve ganhar[br]várias posições no ranking mundial, subindo[br]para a 13.ª posição

INDIAN WELLS, Estados Unidos, O Estadao de S.Paulo

22 de março de 2010 | 00h00

Bósnio de nascimento, com passagem pela Itália como refugiado de guerra, residência em Mônaco e competindo pela Croácia. Esse é o resumo da carreira do globalizado Ivan Ljubicic, que ontem derrotou o americano Andy Roddick e ganhou o Torneio de Indian Wells, nos Estados Unidos por duplo 7/6 (7/3 e 7/5). No feminino, a sérvia Yelena Jankovic desbancou a dinamarquesa Caroline Wozniacki por 6/2 e 6/4.

O resultado na final de simples masculina frustrou as ambições de Roddick, que pretendia ser o primeiro campeão americano em Indian Wells em 9 anos (o último foi André Agassi em 2001), mas não foi o único tenista a ter seus objetivos atrapalhados pelo croata. Nas semifinais, Ljubicic derrotou o campeão do ano passado, o espanhol Rafael Nadal, e na quarta rodada eliminou o sérvio Novak Djokovic.

"Tive a sorte de conseguir ficar bem relaxado até o final da partida", disse Ljubicic, que já chegou a ser o número 3 do mundo em sua melhor fase. Com a vitória deve subir de 26º no ranking da Associação de Tenistas Profissionais (ATP) para 13º.

O atleta, de 31 anos, teve uma formação eclética. Começou a jogar na Bósnia, onde nasceu, mas imigrou para a Itália na época da guerra dos Bálcãs. Voltou para a região quando a paz foi restabelecida e fixou residência na Croácia por vários anos, até se mudar para Mônaco, onde fez sua base. Atualmente é treinado pelo italiano Riccardo Piatti.

Feminino. Para Yelena Jankovic, o título de Indian Wells foi uma vitória importante depois de um jejum que vinha desde agosto, quando ganhou o Masters de Cincinnati. "Foram semanas boas para mim", disse a campeã. A tenista revelou sua estratégia para derrotar a adversária. "Quis ser agressiva, mas ao mesmo tempo paciente. Soube esperar por minhas oportunidades - não queria exagerar nem passar dos limites em algumas bolas ."

Wosniacki lamentou os muitos erros cometidos na partida. "Principalmente os dos meus primeiros serviços."

A tenista revelou que tentou mudar seu estilo de jogo durante o confronto com a sérvia como uma forma de impedir o progresso de Jankovic, mas não deu certo. A adversária dominou o jogo até o match point.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.