Cruzeiro arrasa o Grêmio

Time mineiro faz 3 a 0 no líder e embola ainda mais a competição

O Estadao de S.Paulo

30 de outubro de 2008 | 00h00

Durou 14 segundos a expectativa do Grêmio em manter a distância para os times que o perseguem na liderança do Campeonato Brasileiro. Logo no início da partida diante do Cruzeiro, no Mineirão, o time gaúcho tomou um gol do meia Wagner e viu todos os seus planos para a rodada irem abaixo. No segundo tempo, Jonathan e Guilherme deram os golpes finais: 3 a 0 e briga pelo título embolada. Gaúchos ainda líderes, empatados com o São Paulo com 59 pontos, mineiros e o Palmeiras logo atrás, com 58. O Grêmio começou o jogo completamente sem foco. Lento, parecia que havia entrado em campo para disputar um amistoso de início de temporada. Mas era uma "decisão" contra rival direto pela taça. Ciente disto, o Cruzeiro colocou fogo na partida desde o pontapé inicial. Ligados, Guilherme e Wagner apertaram e roubaram a bola com rapidez. O centroavante mineiro esperou a passagem do meia e tocou na entrada da área. Não havia como iniciar melhor. "Vimos vídeos do time do Grêmio e sabíamos qual era a jogada deles no início do jogo", explicou Wagner, o autor do gol-relâmpago. "Nos adiantamos e o Guilherme foi muito esperto para roubar a bola e dar o passe. Só concluí."O gol acabou com as pretensões gremistas de segurar o ímpeto cruzeirense do começo do jogo e tentar levar perigo em jogadas de contragolpe. "O gol estragou nossos planos", admitiu o meia Tcheco. "Queríamos jogar da forma como o Cruzeiro conseguiu." O Grêmio mesmo percebeu: feitiço virou contra e - foram os mineiros que adotaram a tática dos contra-ataques a partir de então. Com sucesso.No início do segundo tempo, aos 8 minutos, mais um duro golpe nos líderes. A melhor defesa do campeonato deixou o lateral-direito Jonathan entrar livre na área para marcar o segundo quase sem ângulo. Aos 21, Guilherme sacramentou o placar. Aparou chute para a área, girou e anotou belo gol: 3 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.