Cruzeiro bate Ceará no sufoco e continua na cola do líder

Com dois gols no final da partida, e muita discussão em lance que poderia ter gerado o empate, o Cruzeiro venceu o Ceará por 2 a 0 na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, e assumiu provisoriamente a 2.ª colocação no Brasileiro.

, O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2010 | 00h00

O Cruzeiro dominou a partida, mas esbarrou na boa defesa do Ceará. No segundo tempo, aos 37 minutos, o zagueiro Ernandes colocou a mão na bola e o árbitro marcou pênalti. Montillo não desperdiçou.

A partir daí, o Ceará partiu para o ataque e criou boas oportunidades. Em uma delas, Marcelo Nicácio apareceu livre e mandou para as redes, mas o bandeira anotou impedimento, provocando revolta dos cearenses.

No contra-ataque, o Cruzeiro ainda teve de tempo de ampliar, aos 47 minutos, com o argentino Farías se antecipando à zaga e completando cruzamento de Montillo.

No clássico goiano do desespero, no Serra Dourada, o Atlético-GO levou a melhor sobre o Goiás, fazendo 3 a 1 e melhorando sua situação, embora ainda na zona de rebaixamento. Os gols foram de Elias, Gilson e Juninho. O Goiás, que chegou a empatar por 1 a 1, marcou com Amaral. O time é o penúltimo, com 21 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.