Cruzeiro e Grêmio, por vaga na final

Brasileiros iniciam hoje à noite, no Mineirão, luta para ir à decisão

Eduardo Kattah e Elder Ogliari, O Estadao de S.Paulo

24 de junho de 2009 | 00h00

Cruzeiro e Grêmio iniciam hoje, às 21h50, no Mineirão, o confronto brasileiro pelas semifinais da Taça Libertadores. Na busca por vaga na final, os mineiros não esperam nada mais do que manter o atual retrospecto em casa na competição internacional.Contra os gaúchos, o Cruzeiro defende aproveitamento de 100% no Mineirão. Em cinco jogos, foram cinco vitórias. "Cada jogador tem de pensar assim. Incorporar aquele espírito que mostramos contra o São Paulo, todo mundo correndo, todo mundo se ajudando", diz o atacante Kléber. "Se a gente fizer isso, tenho certeza que temos grandes chances de ser campeões", acredita. Os jogadores do Cruzeiro ressaltam a importância de não sofrer gol em casa. "Com um equilíbrio defensivo, todos se ajudando, você pode conquistar uma boa vitória. É ruim sofrer gol dentro de casa. Pode complicar para o segundo jogo", destaca o zagueiro Leonardo Silva. Já o Grêmio terá de provar que tem méritos na boa campanha até agora, contra adversários de menor tradição, e superar as históricas dificuldades que costuma enfrentar no Mineirão, onde não vence o adversário há 11 anos. A própria torcida demonstrou que não tem plena confiança no potencial do tricolor, já que o time foi mal no Campeonato Gaúcho, está patinando no Brasileiro e sofreu para eliminar o Caracas e avançar na Libertadores.Apesar da cautela dos torcedores, os diretores, o técnico Paulo Autuori e os jogadores acreditam que o Grêmio vai crescer justamente por encarar um jogo decisivo. "Tradição todos têm. O resultado será determinado pelo que cada um fizer em campo", afirma Autuori. O técnico não tem problemas para escalar o time. Fora o goleiro Victor, na seleção, todos os titulares estão liberados. O atacante Alex Mineiro vai jogar.Acompanhe online a decisão no www.estadao.com.br.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.