Cruzeiro sem direito de errar no duelo com o Goiás

Manter o elevado índice de aproveitamento em jogos no Mineirão - quase 90% - é fundamental para o Cruzeiro esta noite. Depois da derrota, fora de casa para o Grêmio, que o fez cair para o terceiro lugar no Campeonato Brasileiro, a equipe tem quase a obrigação de vencer o Goiás, que está na zona do rebaixamento, às 19h30, para se manter forte na briga. Nos sete jogos disputados em Belo Horizonte, o Cruzeiro conquistou seis vitórias e um empate. O Goiás não perde há três partidas e vai jogar defensivamente.No Maracanã, Vasco e Fluminense farão hoje, às 21h50, um clássico nervoso e crucial para as ambições que cada equipe tem na competição. O Fluminense é apenas o 18º, na zona de rebaixamento, e o Vasco ocupa o 12º posto, na área de classificação para a Copa Sul-Americana. Cinco times, portanto, se colocam entre eles, mas a diferença de pontos é de apenas três - 15 a 12. Ou seja, vitória ou derrota muda muito o panorama para ambos.O Fluminense entra enfraquecido. O goleiro Fernando Henrique está machucado, Thiago Neves e Thiago Silva servem à seleção olímpica. Além disso, Gabriel e Cícero foram para a Europa. Tudo isso deixa o técnico Renato Gaúcho apreensivo."É um jogo perigoso. Estamos sem quase 50% da nossa força máxima e isso é preocupante", afirma. "Faltam opções. Não teremos facilidade. Será uma partida difícil."Já o Vasco do presidente Roberto Dinamite (maior artilheiro do confronto com 36 gols) vai com o time praticamente completo. O único desfalque é o volante Jonílson, com um entorse no tornozelo esquerdo.OUTROS JOGOSO Vitória fez excelente campanha, mas hoje não terá o atacante Dinei, vice-artilheiro do Brasileiro com sete gols, na partida contra o Náutico, às 20h30, no Barradão. Dinei machucou o pé direito no triunfo por 1 a 0 sobre o Flamengo e cede o lugar para Rodrigão ou Muriqui.O Botafogo recebe o Atlético-MG no Engenhão, às 21h50, e tenta se recuperar da derrota por 2 a 1 para o São Paulo. O meia Carlos Alberto joga, mas o técnico Ney Franco optou por barrar o atacante Jorge Henrique. "Vamos partir para cima deles o tempo todo", prometeu o treinador.O Atlético vem motivado por uma vitória de virada sobre o Coritiba, por 3 a 2, mas não terá o principal responsável por aquele triunfo: o meia Petkovic está suspenso e Gedeon deverá ser seu substituto.Em Curitiba, um jogo curioso, às 19h30. O Coritiba, que faz campanha regular, joga abalado pela derrota de virada para o Atlético-MG, por 3 a 2, após estar vencendo por 2 a 0. Enfrenta o lanterna Ipatinga, que está motivado pelos 4 a 1 que fez sobre a Portuguesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.