Cruzeiro testa nervos e busca liderança contra argentinos

Cruzeiro testa nervos e busca liderança contra argentinos

BELO HORIZONTE

, O Estadao de S.Paulo

31 de março de 2010 | 00h00

Pela primeira vez desde a decepção pela perda do título da Taça Libertadores, contra o Estudiantes, em julho do ano passado, o Cruzeiro volta a encarar um time argentino no Mineirão. Embora não se trate de uma final, a partida contra o Vélez Sársfield, às 19h30, pela penúltima rodada do Grupo 7, é considerada decisiva. Em caso de vitória, o time mineiro desbancará o adversário, assumirá a liderança e dará um passo significativo na busca pela classificação para as oitavas de final.

O problema é que o Cruzeiro nunca venceu o Vélez na Libertadores. Em 1994, empatou em casa e perdeu por 2 a 0 em Buenos Aires. Este ano, na estreia das duas equipes no torneio, os argentinos também levaram a melhor ao repetir o placar de 2 a 0.

Para os jogadores do Cruzeiro, contudo, não existe tabu e o momento é de mostrar que o time pode repetir a campanha de 2009. "Chegou o momento de a gente começar a jogar bem, começar a lutar igual ao ano passado, quando a gente teve aquele primeiro semestre maravilhoso", comentou o atacante Kléber, que retorna à equipe titular após cumprir suspensão. O meia Roger, recuperado de entorse no tornozelo, também deve jogar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.