Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Neto, jfneto@estadao.com.br, O Estadao de S.Paulo

22 de setembro de 2008 | 00h00

Caros colegas, queria abrir minha coluna de hoje homenageando o goleiro Marcos. Esse profissional de sucesso completou ontem 400 jogos vestindo a respeitada camisa do Palmeiras. Para mim, ele alcançou o status de maior ídolo da história do clube alviverde. Marcos sempre será reconhecido como um dos maiores goleiros da história do futebol. Campeão merecidamente de praticamente tudo o que disputou na carreira. E lanço aqui uma sugestão para a diretoria do Palmeiras. Por que não colocar o nome do Centro de Treinamento do Verdão na Barra Funda de "CT Marcos Roberto Silveira Reis??? Isso seria muito mais do que qualquer tipo de estátua ou busto. Seria a homenagem justa a um atleta que colocou o nome do Palmeiras no topo do esporte mundial.****** O empate de ontem entre Sport e São Paulo entrou para o seleto grupo de piores jogos que acompanhei na vida. As duas equipes maltrataram a bola durante os 90 minutos e mais os acréscimos. Penso que o time do Muricy até poderia ter forçado um pouquinho mais que conseguiria a vitória. Que nada! Pouco futebol e muito pontapé só poderiam resultar mesmo num placar sem gols.Aliás, tirando o Rogério Ceni e o Dagoberto, que se esforçaram um pouco mais, todos os demais deveriam seguir direto para uma corrida na Praia da Boa Viagem. Assim eles suariam de verdade, né? De qualquer forma, esse resultado foi muito ruim para o São Paulo. Afastou-o ainda mais a busca pelo tri. Mas a vaga para a Libertadores ainda é uma realidade. Só que o próximo adversário é o Cruzeiro. Aí quero ver. Esse confronto deve definir um classificado. Quem perder dança.* * * * *Falando dos cruzeirenses, eles jogaram muito contra o Figueirense e, mesmo fora de casa, buscaram a virada no finalzinho, por 4 a 3. Lógico que muito disso se deve ao poder de superação dos jogadores mineiros. Mas o que dizer de um técnico que foi mandado embora do Figueira na primeira passagem com derrotas seqüenciais. Depois, foi demitido do Botafogo do Rio com a incrível marca de 3 jogos e 3 derrotas. Aí assumiu o cargo no Atlético-PR. Em seis partidas, colecionou apenas uma vitória, além de um empate e quatro derrotas. Agora ele reestréia no comando do clube catarinense com derrota. Esse é o pé-frio Mário Sérgio. Que coisa, hein? * * * * *O Corinthians fez 3 gols contra a Ponte Preta mas poderia ter vencido por 4 ou 5. Mais uma vez o Timão teve destaque no forte meio-de-campo formado por Douglas e Morais. Se a diretoria conseguir manter a defesa estável e esses dois jogadores, o Timão virá bem competitivo para a próxima temporada. Por falar em 2009 já vou arriscar os quatro classificados da Série B: o Corinthians é mais do que óbvio, o Avaí, o Bragantino, e a última vaga ficará entre Vila Nova, Santo André e Barueri. Pelo menos é o que acho. Me cobrem depois. * * * * *Tem gente que não acredita, mas o Coritiba é outra equipe que pode surpreender nessa reta final do Brasileirão. Que vitória de virada contra o Flu no Maracá, hein? Além de ter um dos artilheiros da competição, o menino Keirrison, com 14 gols, tem um treinador extremamente competente. Não é de hoje que o Dorival Júnior vem se destacando. Mas não vejo o Coxa campeão. Agora por que não ficar com uma última vaguinha na Libertadores? É bom os concorrentes abrirem o olho! COLABOROU RENATO NALESSO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.