Cuca está cada vez mais irritado com intromissões de Luxemburgo

Cuca está irritado com Vanderlei Luxemburgo. Embora dirija o Palmeiras, rival do Santos no clássico de amanhã à noite, Luxemburgo continua amigo e conselheiro do presidente santista, Marcelo Teixeira. Mais: é admirado por funcionários do ex-clube e financia a principal torcida organizada do Santos - como ele mesmo admitiu.Sete meses depois de ter encerrado a terceira passagem pelo Santos, Luxemburgo segue presente não apenas na cidade - onde tem um restaurante - mas também no ex-clube.Na semana passada, o técnico do Palmeiras agitou a crise que insiste em não deixar a Vila Belmiro. Chegou a defender a permanência de Cuca, que balançava antes da vitória por 1 a 0 sobre o Sport, domingo.O treinador do Santos não gostou de ver um rival palpitando. "Não sou amigo de Vanderlei Luxemburgo e nem me lembro de quando foi que conversei com ele pela última vez", declarou Cuca. "Mas, se ele falou, então eu agradeço."Ontem, o técnico voltou a ser questionado sobre o assunto. E não gostou de uma pergunta, que sugeriu que Luxemburgo teria preferência por enfrentar o Santos sob o comando dele, Cuca. "Teria que perguntar para ele", irritou-se."Essa pergunta deixa 10 interrogações no ar e dá margem a 10 respostas. Vou usar a mais comedida para o momento: ele, como profissional, sabe que no futebol se consegue mais resultado a médio prazo do que a curto", disse o técnico santista, tentando encerrar o assunto. RODRIGO SOUTOO Santos vai encaminhar até o fim da semana um recurso ao Tribunal Arbitral do Esporte, pedindo a redução da pena de dois anos de suspensão de Rodrigo Souto. O volante foi flagrado no exame antidoping no jogo contra o San José, da Bolívia, pela Libertadores, e na semana passada a Fifa estendeu a punição a todas as competições. O Santos deverá pedir uma pena semelhante ao do colombiano Lionard Pajoy, do Cúcuta Deportivo. Também flagrado com cocaína, Pajoy pegou seis meses de suspensão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.