Arquivo/AE
Arquivo/AE

Daiane confirma uso de diurético e culpa CBG por doping

Pinheiros afirma que confederação foi informada do tratamento médico; mãe diz que ginasta está surpresa

Redação,

30 de outubro de 2009 | 19h02

O Pinheiros confirmou em nota oficial que a ginasta Daiane dos Santos fez uso de furosemida, um diurético. O clube, no entanto, afirmou que o uso da substância foi informado à Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

 

Veja também:

especialESPECIAL - A sombra das drogas no esporte

 

De acordo com o Pinheiros, o clube informou em 21 de outubro de 2008 o afastamento de Daiane para a realização de cirurgias para tratar de uma lesão. A atleta foi excluída da seleção brasileira permanente no dia 23 de outubro, e portanto estaria inelegível para exames antidoping.

 

Em outubro de 2008, a atleta passou por uma cirurgia em seu joelho direito para alinhar sua perna, que sofria de um desvio.

 

Ainda segundo o Pinheiros, Daiane aproveitou o período de recuperação para realizar um tratamento de redução de gordura. A atleta foi submetida a um exame pela Federação Internacional de Ginástica (FIG) em 2 de julho deste ano, e, ainda segundo o clube, informou na lista todos os medicamentos utilizados.

 

Daiane foi suspensa preventivamente e tem até o próximo dia 13 de novembro para apresentar sua explicação, antes de uma decisão da FIG. Depois desta decisão sobre o caso, a ginasta terá 21 dias para apresentar sua defesa à entidade.

 

O advogado da ginasta, Cristian do Carmo Rios, questionou a realização do exame justamente em um momento em que ela está lesionada e não pode competir.

 

A última competição em que Daiane participou foi nos Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto de 2008, quando terminou em sexto no solo e em oitavo na final por equipes.

 

De acordo com a mãe da atleta, Magda dos Santos, Daiane se disse "surpreendida" por ter testado positivo, mas "está tranquila e pediu orientações médicas."

 

Atualmente com 26 anos, Daiane foi medalha de ouro no solo no mundial de ginástica de 2003, disputado na cidade americana de Anaheim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.