Dana White planeja levar eventos do UFC para além do eixo Rio-SP

Entusiasmado com o interesse do público e a safra de lutadores, empresário pretende investir no País

BRUNA TONI, enviada especial, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2013 | 02h03

LONDRES - Dana White parece mesmo ter se rendido à boa safra de lutadores brasileiros e à crescente receptividade do público do País ao MMA. Em apenas dois dias, o presidente do UFC confirmou mais três lutas envolvendo nomes da elite do Brasil no esporte e não escondeu seus planos de levar o evento para outras regiões além do eixo Rio-São Paulo.

Ontem, durante a coletiva de imprensa que antecede o UFC Londres, no sábado, Dana falou sobre os duelos anunciados por ele na terça-feira envolvendo Antônio Pezão e Cain Velásquez, atual dono do cinturão dos pesos pesados, e Júnior Cigano e Alistair Overeem. Com passados que se cruzam, os quatro vão entrar no octógono no dia 25 de maio, em Las Vegas, EUA.

A surpresa maior, porém, ficou por conta de Vitor Belfort. Depois de nocautear o inglês Michael Bisping no UFC São Paulo, em janeiro, o veterano já pode se preparar para o seu próximo compromisso profissional: encarar o campeão dos médios do Strikeforce, Luke Rockhold.

Ainda sem data definida, a luta será em palco brasileiro. "Temos grandes planos para o Brasil, onde o MMA está em alta. Estamos estudando fazer nossos próximos eventos em mais cidades do País", revela Dana, que também cogita "dar" a Renan Barão uma luta em casa, caso o potiguar mantenha seu cinturão dos galos no sábado, na Arena Wembley.

Além disso, Fabrício Werdum e Rodrigo Minotauro ainda se enfrentarão em junho na 2ª edição do TUF Brasil.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
UFCDana WhiteBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.