Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Daniel Carvalho promete muito mais

Autor do primeiro gol do Palmeiras garante que este é o primeiro de uma série que ele vai emplacar no Alviverde

DANIEL AKSTEIN BATISTA, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2012 | 03h06

Daniel Carvalho e Artur foram os jogadores que mais tiveram motivos para comemorar a vitória do Palmeiras ontem, sobre o XV de Piracicaba: cada um marcou seu primeiro gol com a camisa alviverde.

O discurso dos dois foi parecido. "Tomara que seja o primeiro de muitos gols", vibrou Daniel Carvalho, que anotou o gol inicial do jogo e depois foi substituído no segundo tempo, para a entrada de Chico.

Artur, logo na sua estreia pelo Palmeiras, anotou o gol que deu a vitória ao time alviverde. "Tomara que eu consiga mais gols aqui, mas a minha primeira função é na marcação", contou, elogiando bastante Marcos Assunção. "Ele é o melhor cobrador de faltas do Brasil."

Já Deola lamentou o primeiro gol sofrido. "Eu errei no tempo da bola", admitiu. "Já no lance do segundo gol eu acho que sofri falta. Mas hoje (ontem) eu fugi da minha regularidade."

Boatos? O presidente Arnaldo Tirone se indignou com a notícia que rolou ontem que César Sampaio está sendo "fritado" no clube e pode até ser demitido.

"Eu só tenho de elogiar o trabalho dele", declarou o cartola. "As pessoas inventam muita coisa, ele vai permanecer aqui."

O boato começou pelas dificuldades em trazer o volante Wesley e também pelos problemas que deram na contratação do atacante Hernán Barcos - o argentino já treinava no clube quando a LDU pediu um valor a mais para o Palmeiras, que teve de atender os equatorianos. Segundo os críticos, toda a culpa foi de Sampaio.

Tirone defende o gerente de futebol. "Negociação não é só com ele", disse, afirmando, porém, que a situação de Wesley, do Werder Bremen, se complicou um pouco. "Está difícil, mas não vamos desistir", avisou. "Acertamos algumas condições que foram alteradas."

De acordo com o presidente, com o atleta e o clube alemão está tudo certo. "O problema é que agora entrou o procurador", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.