Daniel Dias pode se igualar aos maiores astros do esporte

Se ganhar o Prêmio Laureus pela 2ª vez, se iguala a Tiger Woods, Bolt e Schumacher e vai superar Pelé e Ronaldo

Bruno Deiro, O Estado de S.Paulo

06 de fevereiro de 2011 | 00h00

Principal atleta paraolímpico do Brasil, Daniel Dias está a um passo de se juntar a grandes ídolos mundiais que já conquistaram por duas vezes o Prêmio Laureus, considerado o Oscar do esporte, que será entregue amanhã, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes. Vencedor em 2009, o nadador é novamente o único indicado do País na premiação.

Feras como Usain Bolt, Tiger Woods e Michael Schumacher já conquistaram a distinção mais de uma vez, e Daniel Dias se empolga com a possibilidade de igualar-se a eles. "A gente se sente muito bem, ali estão os melhores do mundo." Entre os esportistas nacionais, além de Daniel, apenas Pelé, Ronaldo e o skatista Bob Burnquist conquistaram o prêmio, que é entregue desde 2000. "Será uma emoção das maiores se conseguir mais (prêmios) do que estes grandes atletas, principalmente o Pelé e o Ronaldo, que também venceu pela superação. É muito gratificante e vai ser um marco na minha carreira", diz o atleta de Campinas.

Olho em Phelps. Com apenas 22 anos, Daniel Dias é um verdadeiro fenômeno das piscinas. Em 2008, saiu dos Jogos de Pequim com nove medalhas, quatro delas de ouro, o que lhe garantiu o Prêmio Laureus de melhor atleta paraolímpico daquele ano (ele já havia sido indicado ao prêmio um ano antes). Sua terceira indicação, em 2011, se deve ao show que deu no Mundial de Eindhoven, na Holanda, em agosto. Dos 14 ouros conquistados pelo País na competição, foi responsável por oito.

A meta de Daniel agora é igualar, em Londres-2012, as oito medalhas de ouro conquistadas pelo norte-americano Michael Phelps nos Jogos de Pequim. "Seria muito bacana", diverte-se o jovem nadador, que admite não estar acostumado a estar na presença de outros ídolos do esporte. "Me falaram que o (tenista Rafael) Nadal vai estar em Abu Dabi. Se der, vou conversar com ele e tentar tirar uma foto."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.