Daniele Hypólito fica com o bronze na prova da trave

Ginasta brasileira faz boa apresentação e aumenta quadro de medalhas de sua família

17 de julho de 2007 | 18h19

A mais "velha" da equipe de ginástica do Brasil, Daniele Hypólito, conquistou a medalha de bronze na prova da trave na tarde desta terça-feira, no complexo Cidade dos Esportes, nos XV Jogos Pan-Americanos, disputados no Rio de Janeiro.    Confira o quadro geral de medalhas   Conheça os detalhes das modalidades em disputaHypólito garantiu a medalha de bronze ao cravar a nota de 15,375, enquanto a norte-americana Sean Jonhson - que havia levado o outro nas barras assimétricas - conquistou o lugar mais alto do pódio com 16,150, enquanto a compatriota Anastasia Liukin ficou com a prata. Já Jade Barbosa não teve um bom desempenho na prova.   A conquista é tida como um prêmio especial para Daniele, que abriu o caminho para a nova geração de ginastas brasileiros.   Seu irmão, Diego, que conquistou dois ouros nesta terça, comemorou muito o resultado. "Ela merece, pois faz muito por todos nós, e só eu sei o quanto ela trabalha para chegar aqui e fazer uma boa apresentação como esta".   Daniele entrou com o peso de manter o bom desempenho na trave de eqüilíbrio, e conseguiu realizar uma boa série, com movimentos seguros.   No último Pan-Americano, em Santo Domingo (2003), a ginastas conquistou duas medalhas de prata na trave e nas paralelas e duas medalhas de bronze no individual geral e por equipes.

Tudo o que sabemos sobre:
Ginástica artísticasPan 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.