Danielle liberada para voltar ao vôlei

A levantadora Danielle Lins, que fez 20 anos nesta quarta-feira, volta a jogar pelo vôlei da Finasa/Osasco, que participa da Superliga. Campeã mundial juvenil, ela viveu uma enorme expectativa sobre sua volta às quadras por causa de uma arritmia cardíaca que foi detectada quando fazia exames de rotina, em maio de 2004. Foi afastada e submetida a investigação médica por oito meses pelo Incor. Nesta semana, recebeu o laudo liberatório e pôde voltar a treinar normalmente.Danielle atua em uma das posições mais carentes no vôlei feminino do Brasil - a seleção perdeu suas duas jogadoras, Fernanda Venturini e Fofão. No início, a levantadora ficou assustada com a possibilidade de ter de parar de jogar. E percebeu a gravidade de ter uma doença no coração com a morte do zagueiro Serginho, do São Caetano, em outurbo. Na época, ela já estava no fim da investigação médica.Com tudo isso, ainda assim disse nunca pensou em parar. "Se perguntavam o que faria, eu respondia: ?Vou jogar vôlei?. Depois, fui ficando aliviada, com vários exames negativos", contou Danielle.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.