Divulgação
Divulgação

David Moura dá prata para judô brasileiro em Paris

Após vencer três lutas, brasileiro perde para o japonês Ryo Shichinohe

Agência Estado

09 de fevereiro de 2014 | 16h41

PARIS - O Brasil encerrou a sua participação no Grand Slam de Paris com duas medalhas conquistadas, depois de David Moura ganhar prata neste domingo, no segundo e último dia de disputas na França. No sábado, a campeã mundial Rafaela Silva já tinha faturado bronze na competição que abre a temporada internacional para os judocas brasileiros.

Vice-líder do ranking mundial nos pesos pesados (acima de 100kg) - está atrás apenas do supercampeão francês Teddy Riner -, Rafael Silva retardou o início de sua temporada e não foi competir em Paris. Assim, coube a David Moura representar o Brasil nesta categoria. E ele fez um bom papel neste domingo, ao chegar até a final.

Para poder disputar o título, David Moura somou três vitórias no caminho, diante do austríaco Daniel Allerstorfer, do russo Renat Saidov e do tunisiano Faicel Jaballah. Na final, porém, ele acabou perdendo para o japonês Ryo Shichinohe e ficou com a prata, bom resultado para o brasileiro que ocupa o sétimo lugar no ranking.

O judô brasileiro teve mais uma chance de medalha neste domingo. Na categoria feminina dos pesos pesados (acima de 78kg), Maria Suelen Altheman, que está em segundo lugar no ranking, chegou até a disputa do bronze, mas foi derrotada pela cubana Idalys Ortiz, justamente a número 1 do mundo, e terminou na quinta colocação.

Os outros judocas brasileiros que entraram em ação neste domingo foram eliminados precocemente: Maria Portela (até 70kg), Nádia Merli (até 70kg), Eduardo Santos (até 90kg), Renan Nunes (até 100kg) e Hugo Pessanha (até 100kg). Assim, o Brasil terminou o Grand Slam de Paris em 10º lugar na classificação geral - o Japão foi o primeiro colocado, com um total de quatro medalhas de ouro, uma de prata e seis de bronze.

Tudo o que sabemos sobre:
judôGrand Slam de Paris

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.