De goleiro dos milagres a embaixador do clube

Ontem o Palmeiras finalmente acertou com Marcos qual vai ser sua função após deixar os gramados. De goleiro dos milagres, ele passa a ser embaixador do clube, quase um garoto-propaganda. E sua primeira ação é ajudar a captar recursos para a contratação de Wesley (leia mais ao lado).

O Estado de S.Paulo

29 de fevereiro de 2012 | 03h08

O 'Santo' assinou contrato ontem de três anos e embora tenha acordo com o clube, poderá trabalhar em qualquer outra atividade como, por exemplo, a de comentarista.

Em entrevista ao site oficial do clube, o ex-goleiro admitiu que não se sente preparado para assumir um cargo diretivo, nem trabalhar na comissão técnica. "Neste momento eu tenho certeza que posso ser muito mais útil agregando valor em ações de marketing e abrindo portas para o clube", disse o ex-jogador.

Tirone comemorou o acerto. "O contrato do Marcos é complexo, com várias ações. Ele vai ser embaixador do Palmeiras e será o nosso maior representante", disse o dirigente, que havia acertado no ano passado que o ex-goleiro continuaria no clube./D.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.