De heróis e vilões

Caríssimos jogadores da S.E.Palmeiras. Levantem a cabeça e olhem de frente para qualquer um. Vocês não devem nada a ninguém. Fora umas poucas exceções, que existem em qualquer associação humana, vocês são pessoas dignas, valentes, honestas, que deram o melhor de si para esse clube. Vocês não podem muito, é verdade. Muitos são bastante fracos, o time todo é muito fraco. Mas não foram vocês que pediram para jogar no Palmeiras. Nenhum de vocês veio bater às portas do Palestra Itália.

UGO GIORGETTI, O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2012 | 02h03

Vocês foram convidados. Alguém os julgou aptos, em condições de defender o clube e sua história. Alguém devia saber que ao lhes estender a camisa 10, por exemplo, estava lhes dando a malha de um Ademir da Guia e, implicitamente, achando-os em condições de vestir essa camisa. Alguém, ou alguns, não estão entendo nada nesse clube. Para ter times como no passado é preciso jogadores como os do passado. Os jogadores que aqui estão são o que são. Por isso, não acho justo que, acontecendo o pior, arquem com qualquer culpa.

Acho que não devem ter medo da torcida. Talvez, sim, do desespero de uma torcida por demais ferida. Mas qualquer torcedor, ao refletir, sabe que vocês não podem pagar pelo que não fizeram. Mesmo os aparentemente negligentes ou folgados. Mesmo esses não tem culpa nenhuma. Eram conhecidos de todos, não surpreenderam ninguém, vieram com o pleno conhecimento de suas vidas passadas, de suas condições, e hábitos. Ninguém enganou ninguém.

Por isso, algo me diz que todo esse aparato de segurança que se criou nos últimos dias, talvez seja um pouco exagerado. Não estou certo de que são os jogadores os alvos dos protestos da torcida. De qualquer modo nada justifica a violência. E se há vitimas nisso tudo são vocês, boleiros. O destino brincou com vocês, os deuses estão rindo da peça que lhes pregaram. Deram a vocês primeiro o gosto da glória, depois os jogaram no abismo à beira do qual vocês estão. Lembrem-se que há pouco tempo vocês "fizeram história" e ganharam a Copa do Brasil, desfilaram em carro aberto, houve foguetório pela cidade. Muitos já se viam disputando a Libertadores com que tanto sonhavam, os mesmos que hoje estão a ponto de serem dispensados, debaixo de críticas e xingamentos.

É muita crueldade. Não foram vocês que conceberam o plano de privilegiar essa competição, e consequentemente a Libertadores, em detrimento do Brasileiro. E nisso vocês cumpriram integralmente com suas obrigações: puseram o time na Libertadores. Não era isso o que todos queriam? Quem estava pensando nesse pobre Brasileirão? Por isso acho que a imensa maioria dos que ganharam a Copa do Brasil tem que estar lá disputando a Libertadores. Porque vocês são a verdade do Palmeiras, nem mais nem menos.

Estejam certos, jogadores: aconteça o que acontecer vocês lutaram e fizeram o possível. Merecem não criticas, mas gratidão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.