De La Hoya ganha cidadania mexicana

O norte-americano Oscar De La Hoya, de 29 anos, obteve a cidadania mexicana, nesta quarta-feira, segundo informou o Ministério de Relações Exteriores do México. Em nota do ministério, o Golden Boy disse sentir-se ?orgulhoso? por realizar o desejo de ter a mesma nacionalidade de seus pais. De La Hoya sempre fez questão de divulgar seu amor pelo México. Em seu calção, durante suas lutas, é possível notar as bandeiras norte-americana e mexicana. De La Hoya foi campeão olímpico em Barcelona/92 e entre os profissionais conquistou os cinturões dos supernas, leves, meio-médios-ligeiros, meio-médios e médios-ligeiros. Em dez anos de carreira, o Golden Boy lutou 37 vezes e só foi derrotado por Felix Trinidad e Shane Mosley. Ele soma 28 nocautes. Sua última vitória foi em 14 de setembro, diante de Fernando Vargas. Seu sonho é repetir o feito de Júlio César Chavez, que em 1993 reuniu mais de 130 mil torcedores no estádio Azteca. Fora dos ringues, De La Hoya aplica parte de sua fortuna na luta contra o câncer, doença que matou sua mãe, Cecília Gonzalez, em 1988. Em 2000, o pugilista inaugurou o centro médico White Memorial, em Los Angeles, que cuida de mulheres carentes portadoras do câncer de mama.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.