Nathalia Garcia/Estadão
Nathalia Garcia/Estadão

De volta ao Ibirapuera, Lais Souza sente 'mistura de emoções'

Foi no ginásio em São Paulo que conquistou prata no salto em 2005

NATHALIA GARCIA, O Estado de S. Paulo

01 de maio de 2015 | 12h56

O primeiro dia da etapa de São Paulo da Copa do Mundo de Ginástica, nesta sexta-feira, contou com uma torcida especial: a da ex-ginasta Lais Souza. Ao lado da ex-companheira de equipe Daiane dos Santos na área VIP, ela diz estar sentindo uma "mistura de emoções" por retornar ao Ginásio do Ibirapuera, onde faturou uma medalha de prata no salto em 2005. 

"Eu já vim aqui como atleta. Para visitar, é uma mistura de emoções ver o pessoal competir, ansiedade ao mesmo tempo. Estou adorando", afirma à reportagem do Estado. De cadeira de rodas, Lais dá sequência ao processo de recuperação do gravíssimo acidente sofrido em janeiro de 2014, quando treinava para participar dos Jogos Olímpicos de Inverno, em Sochi (Rússia), no esqui estilo livre. Após uma batida violenta, ela teve o deslocamento entre a terceira e a quarta vértebras, esmagando a sua medula. A partir disso, a ex-atleta perdeu a capacidade de movimentos do pescoço para baixo.

"Venho melhorando devagar, cada dia de fisioterapia que a gente faz é uma superação. Só de eu ter melhorado clinicamente, já é ótimo. Vou devagarzinho melhorando", avalia. Lais passa por um tratamento com células-tronco em busca do sonho de um dia voltar a andar. Em evolução, a sua lesão na medula deixou de ser total e hoje é parcial.

Serena, ela se mostra muito grata ao apoio que tem recebido dos brasileiros. "Não tenho do que reclamar de carinho de fã. O abraço que o Brasil todo me deu foi maravilhoso." Depois de acompanhar as provas classificatórias, Lais promete também estar presente nas finais, que serão disputadas sábado e domingo.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.