Wagner Carmo/Estadão
Wagner Carmo/Estadão

De volta ao País, Thiago Braz usa GP Brasil de Atletismo como treino para o Pan

Campeão olímpico no salto com vara também já tem vaga no Mundial e foca preparação; CBAt tenta resgatar imagem

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2019 | 04h30

O atual campeão olímpico do salto com vara, Thiago Braz, será uma das grandes atrações do Grande Prêmio Brasil Caixa de Atletismo, neste domingo, no Estádio do Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista (SP). O torneio servirá de preparação para o Mundial do Catar e para o Pan-Americano de Lima.

Braz já garantiu vaga nos dois torneios ao saltar 5, 80 m em fevereiro no All Star Perché, em Clermont Ferrand, França, durante a temporada em pista coberta. O GP Brasil de Atletismo, primeira prova da temporada ao ar livre, representa o teste inicial desde que ele voltou a morar no Brasil. Depois de três anos em Fórmia, na Itália, com o treinador ucraniano Vitaly Petrov, ele agora treina com Elson Miranda de Souza em São Paulo.

"Competir no Brasil é sempre especial, independentemente do local em que eu esteja treinando no momento. Muda tudo! Você competir em um torneio no qual pode contar com a torcida brasileira faz toda a diferença", afirmou Thiago Braz ao Estado. "O GP Brasil de Atletismo é uma competição muito gostosa de se competir e participar é um privilégio. Tem grandes competidores não só do Brasil, mas de fora também", completou o atleta de 25 anos.

Recordista olímpico com 6,03 m, Braz esteve, na semana passada, em Chula Vista, em San Diego, nos EUA, com um grupo de brasileiros que participam de um camping internacional. Voltou apenas para o GP Brasil. "Meu objetivo para as próximas provas é manter estabilidade e aproveitar ao máximo todas as competições para colocar em prática tudo que estamos fazendo nos treinos. Quero aproveitar segundo por segundo dessa competição."

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) convidou mais três brasileiros para o GP: Augusto Dutra, também qualificado para o Mundial e o Pan, Abel Curtinove e Bruno Spinelli, que estão garantidos no Pan.

Entre os estrangeiros, destaque para o argentino Germán Chiaraviglio, medalha de prata no Pan de Toronto-2015. Ele é campeão mundial sub-18 de Sherbrooke-2003 e mundial sub-20 de Pequim-2006. Ao todo, são 122 atletas, sendo 74 brasileiros e 48 estrangeiros, representando 21 países. As provas dos 800 m e do lançamento do martelo, ambas no masculino, são consideradas as mais fortes do GP. Nos 800 m, cinco atletas têm marcas abaixo de 1min45.

Semana de Atletismo. Ao longo da semana que antecedeu o evento, a confederação promoveu várias atividades em Bragança para motivar o público e estimular a prática do atletismo. Além da abertura do estádio das provas para visitação do público, uma oficina foi realizada ontem no principal shopping da cidade com a ex-saltadora Fabiana Murer. Crianças e adolescentes simularam o salto com vara, caindo em um colchão inflável.

As ações estão inseridas no novo posicionamento da confederação, que busca maior aproximação com o público e o mercado e o resgate da imagem institucional, arranhada por suspeitas de desvio de verbas no ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.