Patrick Seeger/EFE
Patrick Seeger/EFE

Decatleta russo perde bronze do Mundial de 2009 por doping detectado em reanálise

Alexander Pogorelov também foi formalmente suspenso até 1º de julho

Estadão Conteúdo

27 de abril de 2018 | 13h14

O decatleta russo Alexander Pogorelov teve retirada a medalha de bronze conquistada na edição de 2009 do Mundial de Atletismo após reanálise de exame antidoping dele apontar resultado positivo. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês).

Pogorelov já havia sido desqualificado dos Jogos Olímpicos de 2008, em que tinha sido o quarto colocado na disputa do decatlo, depois da nova análise da amostra antidoping desta competição apontar a presença de turinabol, um esteroide proibido.

+ Wada revela que ocorreram quase 1600 violações antidoping em 2016

+ Cigano, Minotouro e Pezão são inocentados por casos de doping no UFC

Diante disso, a IAAF ordenou que os resultados de Pogorelov fossem anulados nos dois anos após a Olimpíada de Pequim. Isso significa que ele também vai perder o bronze do Mundial de Atletismo no decatlo, que será herdado pelo ucraniano Oleksiy Kasyanov, que havia ficado em quarto lugar na disputa da prova no evento em Berlim.

A IAAF explicou que Pogorelov também foi formalmente suspenso até 1º de julho pelo caso de doping. A decisão, porém, não tem qualquer efeito esportivo, pois o russo, de 38 anos, já está aposentado das competições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.