Decepção argentina marca hóquei sobre grama

Favorita na competição, Argentina perde o ouro e a classificação para Jogos Olímpicos para os canadenses

Efe,

26 de julho de 2007 | 08h59

Ao contrário do que aconteceu no feminino, a alegria no hóquei sobre grama masculino no Pan foi do Chile, que após 24 anos voltou ao pódio, enquanto a decepção foi para a Argentina, que perdeu para o Canadá o ouro e a classificação direta para os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.   Veja também:  O quadro de medalhasOs detalhes das modalidades em disputa   Na esperada final do torneio, o Canadá superou a Argentina nos pênaltis por 5 a 4, depois do empate em 2 a 2 no tempo regulamentar e na prorrogação. O Brasil perdeu por 13 a 0 para os Estados Unidos e ficou em último lugar na competição.   O carrasco argentino foi o goleiro Michael Mahood. Ele defendeu o primeiro pênalti, cobrado por Mario Almada, e o segundo, de Jorge Lombi, artilheiro do torneio, com 10 anotações. Pelo Canadá, só Scott Tupper desperdiçou a sua cobrança, accertando a trave do goleiro Juan Manuel Vivaldi.   No tempo normal, Rodrigo Vila (aos 19 minutos) e Jorge Lombi (aos 53) deixaram duas vezes a equipe argentina à frente no placar. Mas Wayne Fernandes (47) e Connor Grimes (aos 66) empataram.   "Estou orgulhoso da minha equipe", disse, apesar da derrota, o técnico argentino, Sergio Vigil. Para irmãos Tomás e Lucas Argento, a Argentina "vencerá o Pré-olímpico" do Chile e se classificará para Pequim.   Robert Short, o capitão canadense, destacou a "personalidade" que sua equipe mostrou para empatar duas vezes um jogo "muito equilibrado e tenso, como todos contra a Argentina".   O Canadá conquistou seu quarto ouro em Pan-americanos, depois de Caracas (1983), Indianápolis (1987) e Winnipeg (1999), sempre vencendo a Argentina na final. Os argentinos foram campeões em Winnipeg (1967), Cali (1971), México (1975), San Juan (1979), Havana (1991), Mar del Plata (1995) e Santo Domingo (2003).   Na disputa do bronze, o Chile comemorou um "momento histórico" para o hóquei de seu país, segundo Sebastián Kapsch, autor de três dos cinco gols da vitória sobre Trinidad e Tobago por 5 a 3.   "Estamos lutando e crescendo há muitos anos. É bom coroar assim, com uma medalha, esse esforço", disse o atacante.

Tudo o que sabemos sobre:
Hóquei sobre gramaPan 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.