Decisão da Forja acaba em pancadaria

Terminou em agressões a final da Forja de Campeões, torneio da Federação Paulista de Boxe, nesta terça-feira, no Ginásio Baby Barioni, em São Paulo. Integrantes da torcida uniformizada Mancha Alviverde, do Palmeiras, revoltados com a derrota de Geovanni Touzano para Jeferson ?Tank? Silva, na categoria super-pesados, promoveram uma guerra de cadeiras. ?Eu ganhei em cima do ringue. A Mancha só sabe brigar?, afirmou Silva. ?No ano passado, eles também tumultuaram. Não se pode misturar futebol com boxe.? Após a decisão dos árbitros ? 4 a 1 ?, um integrante da torcida de Silva provocou os palmeirenses, que atiraram cadeiras contra os rivais e no ringue, provocando grande corre-corre. Não havia nenhum policial no ginásio, que recebeu público de cerca de 1.500 pessoas, inclusive mulheres e crianças. ?Torcida uniformizada não entra mais aqui?, garantiu Tony Auad, diretor de Comunicação da Federação.

Agencia Estado,

30 de março de 2004 | 22h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.