Decisão libera faixas na torcida atleticana e Cruzeiro ataca federação: 'Parcial'

A Federação Mineira de Futebol (FMF) liberou a entrada de instrumentos musicais, bandeiras e faixas na torcida atleticana para o clássico deste sábado, pelo Campeonato Mineiro, no Mineirão, em jogo que terá mando do Cruzeiro.

Estadao Conteudo

31 de março de 2017 | 15h46


A decisão, contudo, foi muito contestada pela diretoria do time mandante, uma vez que parte dos últimos clássicos não somente vetavam a entrada de bandeiras e instrumentos, como tiveram torcida única.


Em nota de repúdio publicada em seu site oficial, o Cruzeiro chamou a federação de arbitrária e parcial. Criticou, também, a postura de seu presidente, Castellar Neto. E falou, ainda, que alguns de seus membros vestem a "camisa de seu clube de coração".


"O Cruzeiro Esporte Clube recebeu nesta sexta-feira, com indignação, a decisão da Federação Mineira de Futebol de liberar a entrada de instrumentos musicais, bandeiras e faixas na torcida adversária no clássico deste sábado. Tal decisão é arbitrária e contraria as medidas tomadas durante a reunião realizada na sede da FMF, na última terça-feira, e que consta em ata", comentou a nota.


Na avaliação do Cruzeiro, a arbitrariedade é ainda mais grave por ver a entidade, mais uma vez, "se comportar de forma tão parcial, já que a mesma nunca defendeu igualmente os interesses do Cruzeiro Esporte Clube e da nossa torcida" quando os clássicos são realizados no Independência.


"Lamentamos profundamente, ainda, a postura do presidente da Federação Mineira de Futebol, Castellar Neto, que nos últimos dias não atendeu a nenhuma das ligações feitas pelos gestores da área do futebol cruzeirense", acrescentou a nota, antes de atacar o "partidarismo" de alguns membros da entidade.


"Esperamos que um dia a Federação Mineira de Futebol volte a ser independente e imparcial, sem que seus dirigentes vistam a camisa de seu clube de coração, e que todos os seus filiados recebam o mesmo tratamento", completou.


O Cruzeiro garantiu, ainda, que qualquer incidente que ocorrer no estádio, "em função dos desmandos da Federação Mineira de Futebol", será atribuído a Castellar Neto e à FMF.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.