Decisão para compatriotas

Prova pode definir futuro de Barrichello e Nelsinho

Livio Oricchio, O Estadao de S.Paulo

31 de outubro de 2008 | 00h00

O GP do Brasil tem caráter de decisão não só para a definição do campeão do mundo, mas provavelmente para a seqüência da carreira de pelo menos três pilotos: Nelsinho Piquet, da Renault, Rubens Barrichello, da Honda, e o francês Sebastien Bourdais, da Toro Rosso.E como fica a cabeça desses pilotos, com tanta responsabilidade? "Confesso que tenho pensado nisso, sim. Essa indefinição é desgastante. Estou confiante, cresci ao longo do ano, aprendi muito, e até consegui alguns resultados, que é o que importa", disse Nelsinho. "Preferiria muito mais se já soubesse quem vai correr aqui ano que vem. Tenho, agora, de tentar me concentrar só na corrida numa pista que não conheço com carros do tipo fórmula."No entanto, a decisão da Renault deve demorar ainda alguns dias. A tendência é que a equipe francesa só divulgue seu segundo piloto após os testes que serão realizados em Barcelona, de 12 a 15 de novembro.Essa indefinição também causa ansiedade em outro brasileiro, Lucas di Grassi, atual piloto de testes da Renault e forte concorrente à vaga. "Ainda não tem nada decidido. Sei que a Renault está contente com meu trabalho, mas também há o Nelsinho e o Romain Grosjean''", disse. "Quero subir de categoria e sinto que isso pode ocorrer na Renault", completou o atual vice-campeão da GP2.Barrichello, que também passa por momento delicado - Interlagos pode ser sua última corrida na categoria, já que a Honda não sinalizou sobre renovação -, não se cansa de dizer que está disposto a fazer qualquer sacrifício para continuar na F-1. "Vou perder cinco quilos (tem 76) para a próxima temporada."Por causa das mudanças nas regras, o carro vai ganhar 35 quilos com a implementação do sistema Kers, que reutiliza a energia dispersada pelo giro dos motores. Esse dispositivo ainda está em teste e seu uso será opcional em 2009, mas a maioria das escuderias deve adotá-lo rapidamente. Isso força os pilotos a perder peso. "Vou entrar de férias, curtir a família, mas fechar a boca e fazer muito exercício." COLABORARAM ALMIR LEITE E DANIEL BRITO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.