Defesa ''ideal'' está de volta; Elias também

Chicão e Roberto Carlos treinam normalmente e vão enfrentar o Vasco no Rio. Meia retorna da seleção e vai para o jogo

, O Estado de S.Paulo

12 de outubro de 2010 | 00h00

Adilson Batista reclamou muito dos desfalques nos últimos jogos. Curiosamente, o Corinthians será bem mais forte na "decisão" de amanhã contra o Vasco, em São Januário. O técnico Fábio Carille e o auxiliar Mauro poderão utilizar a defesa ideal, com Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos, algo raro na era Adilson. O meio-campo também ganhará um bom reforço: Elias chega hoje da Inglaterra, onde defendeu a seleção brasileira, e fica à disposição. Ralf treinou ontem com bola, intensamente, pela primeira vez após a lesão no tornozelo. Mas ainda sofre com dores. Deve retornar diante do Guarani, domingo, assim como Ronaldo. O meia Bruno César, que terminou a partida contra o Atlético-GO com dores musculares, faz exame hoje, mas deve ser liberado, já que, segundo o próprio atleta, foi só cãibra.

Nos últimos seis jogos, foram 14 gols sofridos, algo raro para uma defesa sempre apontada como uma das melhores do País. Agora, a meta é recuperar o setor defensivo, já que o time vem marcando muitos gols - é o mais produtivo da competição, com 52. A ordem é não deixar escapar placares de 1 a 0, como nos jogos diante de Palmeiras, Atlético-PR, Botafogo, Atlético-MG e Atlético-GO, quando acabou cedendo o empate ou sofrendo a virada.

"Passa por nós a responsabilidade de resgatar as vitórias. E isso vai acontecer na quarta-feira (amanhã)", mostra confiança o capitão William. "Temos de dar o máximo para ajudar o Fábio (Carille). Faremos o que for necessário, inclusive ficar no banco ou fora, para que o Corinthians vença. Nada melhor do que sair na rua e ver o torcedor feliz", diz o zagueiro, num discurso de que não importa se ficar fora. O que não deve ocorrer, já que Castán (suspenso), Thiago Heleno e Moacir já não têm mais clima no clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.