Definidos duelos da Seletiva de judô

A seletiva dos representantes brasileiros do Campeonato Mundial de Judô, que terá seus confrontos decisivos neste domingo a partir das 10 horas no Ginásio do Pinheiros, não mostrou apenas combates de alto nível dentro do dojô. Fora dele, os atletas mostram que também é preciso fibra e disciplina para vencer os desafios de uma vida dedicada ao esporte. E não há garantias de que o sacrifício será compensado.A ligeiro (abaixo de 48 kg) Marieta do Nascimento, por exemplo, saiu do dojô satisfeita. Apesar de ter apenas três anos de federada e um deles perdido por causa de uma contusão no joelho, conseguiu garantir vaga para a disputa com Daniela Ponzin e ser a única surpresa do dia.Segundo ela, a dedicação no tempo de recuperação foi fundamental. "No ano em que fiquei parada, ganhei uma câmera da minha mãe e ia à todas as competições filmar as minhas adversárias. Depois, estudava e isso acabou me ajudando aqui." Outra que viu o sacrifício valer a pena foi a meio-leve (-52 kg) pernambucada Mariana Barros, que neste domingo disputa a vaga com Fabiane Hukuda. "Faz só quatro meses que estou morando aqui em São Paulo, mas sinto que treinar aqui, onde o número de atletas para a gente treinar contra é muito maior melhorou muito meu judô. Se bem que acho que tenho muito para melhorar na parte técnica.Menos sorte teve a meio-médio (-63 kg) Lilian Lenzi, de Rondônia. A judoca cruzou o Brasil de leste a oeste (Ji-Paraná a Recife) e de norte a sul (Recife a São Paulo) de ônibus para competir. "Viajei sete dias para chegar aqui e, como o ônibus quebrou várias vezes, acabei chegando em cima da hora ao ginásio para no fim perder a vaga para a final por um koka (golpe com a pontuação mais baixa do judô) e porque uma de minhas adversárias (Erica Moraes) teve de desistir por contusão." Vânia Ishii e Maiti Ferreira farão a final. Nos outros combates, os favoritos como Daniele Zangrando e Tiago Camilo venceram seus confrontos.Combates deste domingo: -60 kg, Alexandre Lee x Denílson Lourenço; -66 kg, João Derly x Leandro Cunha; -73 kg, Diogo Coutinho x Leandro Guilheiro; -81 kg, Flávio Honorato x Tiago Camilo; -48 kg, Daniela Polzin x Marieta do Nascimento; -52 kg, Fabiane Hukuda x Mariana Barros; -57 kg, Daniele Zangrando x Tânia Ferreira; e -63 kg, Vânia Ishii x Maiti Ferreira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.