Deivid deve um gol para o Flamengo, que deve R$ 7 mi a Deivid

Atacante, que falhou na semifinal contra o Vasco, não recebe direitos de imagem há 20 meses

LEONARDO MAIA, O Estado de S.Paulo

24 de fevereiro de 2012 | 03h00

O ano de 2011 foi satisfatório para o atacante Deivid. Ele marcou 21 gols pelo Flamengo e se igualou a Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho como artilheiro do time. Mas no momento os flamenguistas só conseguem lembrar dos gols que Deivid não marcou. Ele está sozinho a três metros da linha do gol. A bola vem rolando. Deivid toca com o calcanhar direito, a bola resvala na perna esquerda e bate na trave.

O lance, anteontem, na derrota (2 a 1) para o Vasco na semifinal da Taça Guanabara, deixou o jogador abatido. "Não tenho motivo para me esconder. Não sou jogador frouxo, covarde e otário. Isso nunca vai me fazer pedir para sair do Flamengo", disse Deivid, que, justiça seja feita, se comportou com altivez. Ele não recebe direitos de imagem há 20 meses, totalizando cerca de R$ 7 milhões.

A amigos, confessou que não conseguiu explicar a falha. "Fui tão convicto de que faria o gol que bati e saí para comemorar. Até meu filho de cinco anos faria", comentou o atacante, que disse ter recebido muitas mensagens de apoio de ex-companheiros e treinadores. Ele viveu bons momentos no Santos, Corinthians, Cruzeiro e Fenerbahçe (Turquia).

Fato é que Deivid está construindo imagem de atacante que perde gols "feitos". No ano passado, foram três chances claras: no célebre Santos 4 x 5 Flamengo, na Vila, contra o Coritiba, no Engenhão, e contra o Inter, no Beira-Rio. Após superar a desconfiança da torcida, que o viu marcar apenas dois gols em seis meses em 2010, Deivid vai ter de reconstruir essa relação. Seria bom evitar novos lances como o do último clássico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.