Del Bosque elogia postura do Taiti: 'Foram muito nobres'

Técnico elogia que rival veio para jogar e não se fechou, mesmo levando uma goleada histórica

LEONARDO MAIA, JAMIL CHADE E TIAGO ROGERO, Agência Estado

20 de junho de 2013 | 19h33

RIO - Não foi só a torcida no Maracanã que se rendeu ao Taiti. O comandante da campeã mundial Espanha, Vicente Del Bosque, não poupou elogios aos taitianos. Segundo o técnico espanhol, o Taiti veio para jogar, não se fechou, e em momento algum jogou sem fair play, mesmo levando uma goleada histórica. O treinador não quis antecipar se vai escalar todos os titulares contra a Nigéria, domingo, às 16h no Castelão.

Logo após a vitória, Del Bosque afirmou que iria aguardar o resultado do jogo entre Uruguai e Nigéria, que ainda não havia começado, para definir a equipe. "O resultado de hoje (quinta-feira) mostra que a diferença entre uma seleção e outra é muito grande, mas jogamos sério e eles fizeram um jogo muito limpo, não se fecharam e tiveram três ou quatro possibilidades de conseguir um gol", disse Del Bosque. "Eles foram muito nobres. Não acho que o futebol hoje foi prejudicado, mas reforçado".

O técnico disse ter não ter se surpreendido com a opção do público presente ao Maracanã pelo apoio ao Taiti: "Normal que fique ao lado dos mais fracos", disse. Del Bosque desconversou sobre uma possível final entre Brasil e Espanha, no Maracanã: "Não sei qual será o resultado da competição. A final será entre os dois que merecerem e esperamos estar entre eles", afirmou o atual campeão mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.